sábado , outubro 20 2018
Home / Destaque / 5 dicas de como estudar redação poucos meses antes do ENEM

5 dicas de como estudar redação poucos meses antes do ENEM

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2018 acontecerá nos dois primeiros domingos de novembro e, com as datas se aproximando, os candidatos precisam dedicar os estudos a uma parte fundamental da prova: a redação. Para o professor e autor de redação do Sistema de Ensino pH, Thiago Braga, é importante que os vestibulandos invistam tempo à produção do texto sem deixar de lado outros aspectos cruciais para uma boa argumentação, como conhecimentos interdisciplinares e um olhar crítico nas próprias correções. “Às vezes o aluno faz muito texto, mas acaba não dando atenção ao erro e à melhoria desse processo”, salienta Braga. Para não cometer esses deslizes, confira 5 dicas que vão ajudar nessa reta final para o ENEM:

1 – Separe três dias da semana para estudar

Braga sugere que os alunos reduzam a quantidade de textos produzidos para focar em todo o processo da escrita. “O candidato vai precisar de um bom planejamento de estudo. A dica é separar de duas a três horas. Eu aconselho que o estudante faça o mínimo de duas e o máximo de três redações por semana.”

2 – Verifique seus erros

O professor alerta que estudar para a redação do ENEM não consiste apenas na escrita. “Fazer a redação é 60% do processo, mas também é preciso exercitar os outros 40%. A verificação daquilo que foi feito é fundamental para o estudante aplicar sua percepção dos erros na próxima produção.”

3 – Veja propostas de redação novas e antigas

Ficar atento aos possíveis temas que podem cair na prova também é fundamental.

“O ideal é alternar os temas, porque ao mesmo tempo que o candidato precisa entender a linguagem do ENEM, ele também tem que trabalhar com propostas prováveis, pois isso facilita seu tempo no dia da prova. A dica é pegar temas antigos do ENEM (a partir de 2012), as propostas do ENEM PPL (para pessoal privadas de liberdade) e buscar outros assuntos prováveis”, aconselha Braga.

4 – Crie uma conta no Twitter

O professor sugere que o vestibulando crie uma conta no Twitter para seguir jornais, revistas, universidades e contas de atualidades. “Minha dica é que ele leia dois textos por dia para se habituar com uma linguagem mais impessoal. É interessante procurar textos de opinião, perceber como aquela argumentação foi construída e como são conjugados os exemplos e as referências externas e interdisciplinares.”

5 – Escreva com limite de tempo

Segundo Braga, treinar a escrita com um tempo máximo é parte fundamental para o estudo da redação. “O aluno tem que se dar no máximo uma hora e quinze, porque se ele escrever em três horas, o texto vai ficar com uma qualidade maior, mas não vai estar dentro da realidade do vestibular”, explica.

Sobre o Sistema de Ensino pH (www.sistemadeensinoph.com.br) – O pH surgiu em 2012, a partir do trabalho desenvolvido no Colégio pH e Curso pH, presente há 30 anos no Rio de Janeiro.  Reconhecido pelo elevado número de aprovações nos vestibulares das universidades mais concorridas do estado e pelos excelentes resultados no ENEM, o pH atua da Educação Infantil ao Pré-vestibular.  O sistema conta com uma série de escolas parceiras e oferece orientação nas áreas de planejamento, ferramentas tecnológicas, projetos inovadores, integração de recursos e formação contínua dos profissionais. O Sistema de Ensino pH integra o portfólio de empresas da SOMOS Educação.