quarta-feira , junho 20 2018
Home / Destaque / Ações da BRF despencam e empresa perde R$ 4,95 bilhões

Ações da BRF despencam e empresa perde R$ 4,95 bilhões

As ações do frigorífico BRF despencaram 19,81% no pregão desta segunda-feira, após a empresa ser alvo de uma operação da Polícia Federal sobre fraude em testes de laboratório de seus produtos. Com isso, a companhia perdeu 4,95 bilhões de reais em valor de mercado, segundo cálculo da Economatica. Os papéis da companhia foram as maiores perdas na bolsa de valores de São Paulo (B3) registradas no dia.

Já o Ibovespa terminou o dia em alta de 0,3%, aos 86.022 pontos. As ações de outro frigorífico listado em bolsa, a JBS, recuaram 5%.

A queda ocorre após a PF deflagar na manhã desta segunda a Operação Trapaça, que teve a BRF como alvo. A investigação apura casos de fraude em relatórios sobre contaminação por Salmonella pullorum enviados ao Ministério da Agricultura. Foram expedidos 91 mandados pela Justiça, com ordens como busca e apreensão, condução coercitiva e prisão temporária. A operação é um desdobramento da Operação Carne Fraca.

Dez pessoas foram detidas, entre elas um ex-presidente da BRF, Pedro de Andrade Faria. Ele foi preso em São Paulo e será transferido a Curitiba, onde as investigações estão sediadas. Ao todo, foram expedidos onze mandados de prisão preventiva.

A BRF é uma das líderes mundiais do ramo de proteína animal e registrou receita líquida de 33,5 bilhões de reais em 2017. A empresa vende seus produtos para 150 países.

A Operação Carne Fraca derrubou as ações da BRF e da JBS, também envolvida no caso, quando foi deflagrada em 17 de março de 2017.  Na data, os papéis dos dois frigoríficos caíram 7,25% e 10,59%, respectivamente.