quarta-feira , junho 20 2018
Home / Destaque / Americano prova inocência e é solto após 38 anos preso injustamente

Americano prova inocência e é solto após 38 anos preso injustamente

Condenado à prisão perpétua, um homem foi solto após cumprir quase 38 anos de pena injustamente na Paróquia de Jefferson, no estado  norte-americano da Louisiana, nesta terça-feira (30).

Segundo o site oficial do Innocence Project — organização americana que trabalha para libertar inocentes de detenções injustas —, Malcolm Alexander foi preso em 1979 após ser acusado de estupro. Exames de DNA realizados recentemente revelaram, entretanto, que Alexander não foi responsável pelo crime.

A confusão começou depois que, em fevereiro de 1979, Alexander — que é negro — teve um encontro consensual com uma mulher branca. Ela teria sido estuprada alguns meses depois por um estranho e denunciou Alexander como o agressor. À época, amostras de DNA foram coletadas pela perícia, mas nunca solicitadas pela investigação.