domingo , fevereiro 24 2019
Home / Destaque / Bahia de Feira e Vitória empatam e seguem no topo da tabela do Baianão

Bahia de Feira e Vitória empatam e seguem no topo da tabela do Baianão

Bahia de Feira e Vitória entraram em campo neste domingo, 10, na Arena Cajueiro, com números iguais em pontos, triunfos e saldo de gols. Noventa minutos depois, duas bolas na rede para da cada lado, e um resultado que não agradou muito nenhuma das equipes, que viram o Bahia (da capital) vencer seu jogo e encostar na briga pela liderança do Campeonato Baiano.

O empate em 2 a 2 foi válido pela quinta rodada da competição estadual. O resultado manteve o Tremendão na ponta da tabela, com os mesmos 11 pontos do Rubro-Negro, mas com um gol a mais marcado ao longo do certame.

Na quarta-feira, 13, o Vitória volta a campo em compromisso pela Copa do Brasil, contra o Moto Club, no Maranhão. A próxima partida pelo Baianão será apenas dia 24 de fevereiro, também fora de casa, diante da Juazeirense.

A primeira chance de perigo foi rubro-negra, e veio dos pés de Luan Ferreira, que aos cinco minutos arriscou chute da entrada da área a deu um susto em Jair. Na sequência, Vitinho respondeu para o Tricolor. O meia cobrou falta e acertou a trave de Caíque.

A bola parada do Tremendão voltou a funcionar aos nove minutos, dessa vez de forma definitiva para alterar o placar. Jarbas cobrou escanteio e Deon, no primeiro pau, se antecipou aos zagueiro para cabecear. Caíque, que ficou plantado na linha do gol, só acompanhou a bola balançar as redes do Leão.

O gol cedo era tudo que os mandantes precisavam para seguir confortáveis com sua proposta de jogo. Orientados pelos gritos de Barbosinha à beira do campo, os jogadores do Tricolor fechavam bem os espaços e não permitiam que o Vitória criasse jogadas de perigo.

Sem criatividade para superar a boa marcação do Bahia de Feira, os visitantes passaram a arriscar em finalizações de fora da área. Cléber, Nickson e Léo Gomes tentaram, mas nenhum deles esteve perto de marcar.

Enquanto isso, o Tricolor quase marcou mais um. Bruninho puxou contra-ataque e serviu Jarbas. O meio-campista invadiu a área, mas errou ao tentar driblar Caíque e desperdiçou uma oportunidade clara de aumentar o placar.

Nos minutos finais do primeiro tempo o ataque rubro-negro enfim passou a levar a melhor diante da defesa tricolor. Aos 33, a zaga cortou tabela entre Nickson e Cleber, mas o centroavente soube aproveitar bem a sobra e acertou um bonito voleio, defendido por Jair.

No começo da segunda etapa o Bahia de Feira mostrou repertório e assustou pelo alto. Bruninho cruzou e Vitinho testou para baixo, como manda o figurino, mas a bola foi no meio do gol e facilitou a defesa de Caíque.

O empate veio aos dez minutos, em um momento de pressão rubro-negra. A zaga do Tremendão afastou mal cobrança de escanteio e Bruno Bispo aproveitou bem a sobra. O defensor chutou colocado e ainda contou com desvio no meio do caminho para tirar a bola do alcance de Jair.

Sofrer o gol obrigou o Bahia de Feira a sair mais para o jogo, e o empate só não veio porque a trave, e Caíque, não deixaram. O poste salvou o Rubro-Negro aos 13 minutos, após pancada de Jarbas. Aos 23, foi a vez do camisa 1 entrar em ação. O arqueiro fez uma defesaça na cabeçada de Deon.

No lance seguinte, o Tremendão conheceu a veracidade do jargão “quem não faz, leva”. Cleber escorou cruzamento e Welisson chegou com liberdade para finalizar. Mais uma vez o Vitória contou com desvio para vencer Jair e virar o placar.

O gol deixava o Leão na ponta da tabela, mas a liderança não durou muito tempo. Aos 31, em novo ataque tricolor, a bola ficou viva na área, e na confusão Caíque terminou chutou a bola em cima de Bruno Bispo. Lance de azar que virou gol de empate do Bahia de Feira.