quarta-feira , abril 24 2019
Home / Destaque / Cintia Machado diz que tem provas sobre perseguição a Uzzum

Cintia Machado diz que tem provas sobre perseguição a Uzzum

A vereadora Cíntia Machado  (PMB) comentou temas polêmicos no programa Silvério Silva Show na rádio Subaé na manhã deste domingo (29), entre eles, ela abordou sobre seu projeto de lei que pretende incluir a educação financeira nas escolas, o que provocou posicionamentos contrários durante a semana na casa legislativa por parte de alguns vereadores “Essa semana deve ser bem polêmica pois o projeto entrará em votação”, diz.

Ainda em entrevista, a Vereadora comenta sobre a perseguição do Governo do Estado para com o delegado de Polícia Civil João Uzzum  que foi exonerado do cargo no qual atuava como Coordenador Regional de Polícia Civil em Feira de Santana (1ª Coorpin). O delegado que foi transferido para o distrito de Humildes e logo após para a Cidade de Rafael Jambeiro.  ” Fui investigar o porquê. Nada pessoal, não tenho nada contra o secretário de segurança pública, meu pessoal é que a Bahia é a primeira no ranking da violência contra mulher, contra criança e adolescente. Em homicídios a Bahia vem na frente do Rio de Janeiro e São Paulo.  Então eu fiquei a me perguntar porque a segurança pública em vez de se preocupar com a segurança no nosso estado, tira um delegado que conhece Feira de Santana, que fez um excelente trabalho e leva para Rafael Jambeiro”. A Vereadora comenta também sobre o policial de Itapetinga trazido para Feira de Santana e que este não conhece a realidade e as necessidades do Município como Uzzum, que estava em exercício da profissão há mais tempo.

“Fui investigar, hoje eu sei o motivo e não tenho nenhum problema em dizer, não tenho medo”

A vereadora usou o espaço também para responder ao Dr. Bernadino Filho, Delegado Chefe da Policia Civil ” O Coordenador do Depin (Departamento de Polícia do Interior) Dr. Ricardo Brito hoje responde por peculato, Improbidade administrativa e  enriquecimento ilícito” isto, segundo a Vereadora corresponde a um problema durante seu exercício em 2014 como Coordenador de Policia do município. O delegado Uzzum portanto, foi chamado como testemunha, e segundo palavras da Vereadora Cintia Machado, o mesmo não “Compactuou, se recusou a mentir”e não testemunhou a favor do Dr. Ricardo que continua na Coordenação do Depin,  sendo a partir deste momento perseguido.

A Portaria 562 do ministério público sinaliza a remoção do Delegado João Uzzum com quatro indicações justificando sua exoneração que sob o olhar da Vereadora são injurídicos. Um dos itens cita a necessidade de um delegado no município de Rafael Jambeiro. Contudo, já havia uma delegada em atividade que respondia pela região, a Dra. Aline Cristina, que foi exonerada no mesmo dia que o Delegado Uzzum foi transferido.