sexta-feira , julho 21 2017
Home / Destaque / Com falha de Fred e pênalti perdido, Vitória leva 2×0 do Santos no Barradão

Com falha de Fred e pênalti perdido, Vitória leva 2×0 do Santos no Barradão

O Peixe desceu mal, indigesto. Em jogo marcado por falha individual, pênalti não marcado, pênalti perdido e primeira derrota no Barradão, o Vitória sofreu 2×0 do Santos, nesta quarta-feira (21).

O primeiro tempo poderia ser destacado como um jogo de muita movimentação e emoção. Poderia ser resumido como um jogo gostoso de ver, com duas equipes aguerridas. Poderia, até os 33 minutos.

Tudo correria bem para os rubro-negros e os alvinegros. O Santos dominou os primeiros minutos, com direito a chapéu de Bruno Henrique em Geferson, seguido de chute fraco de Kayke e defesa de Fernando Miguel logo nos primeiros minutos. O alvinegro ainda assustou Fernando Miguel com Copete e com Lucas Veríssimo.

Lá para os 20 minutos, o Vitória se organizou e passou a sufocar o Santos. Aos 25, ficou muito perto de marcar, quando David chutou rasteiro, a bola passou entre as pernas de Alison e sobrou para Kieza, que mandou a bomba. No reflexo, Vanderlei fez linda defesa. Na volta, o volante falhou mais uma vez ao chutar a bola em cima de Lucas Veríssimo e obrigar o goleiro alvinegro a fazer nova defesaça.

Estava equilibrado, estava gostoso de ver. Estava. O relógio marcou os 33 minutos e a falha individual apareceu. Fred saiu jogando e tocou errado para Bruno Henrique. O jogador adversário aproveitou a bobeira e tocou por dentro para o canhoto Copete que, por cima, encobriu Fernando Miguel com uma bomba de perna direita, abriu o placar e encerrou um jejum de quase dois meses sem marcar.

O Leão ainda reagiu aos 44, com Leandro Salino, mas sem oferecer risco ao Santos.

Haja coração
O Leão voltou com sangue no olho. Com quatro minutos, Geferson tentou cruzar, mas a bola foi em direção ao gol e Vanderlei defendeu. Na sequência, Uillian Correia recebeu na entrada da área e mandou um chute forte de canhota, para fora.

O Leão teve mais uma chance aos 13, quando Neilton avançou na área e foi derrubado, mas a arbitragem comeu mosca e não marcou pênalti.

Mesmo com a vantagem no placar, o Santos não conseguia controlar o jogo. Criou chances, principalmente nas jogadas de contra-ataques, mas também sofreu uma pressão intensa do Vitória.

Só que a máxima do futebol falou mais alto. Quem não fez, tomou. Aos 31, a estrela de Copete brilhou de novo. Bruno Henrique ganhou de Fred na direita e passou para o colombiano, agora de canhota, ver a bola beijar as redes e decretar a derrota do rubro-negro.

Aos 43, o Vitória ainda teve um pênalti ao seu favor, já que a bola bateu na mão de Bruno Henrique, mas Kieza desperdiçou e chutou na trave, pra azedar ainda mais a noite.

O Vitória volta a campo domingo (25), quando encara o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, às 16h.