quinta-feira , maio 25 2017
Home / Cotidiano / Dia de Mobilização Nacional de Vacinação contra a Influenza ocorre sábado em todo o estado

Dia de Mobilização Nacional de Vacinação contra a Influenza ocorre sábado em todo o estado

O Dia de Mobilização Nacional da Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe) será realizado neste sábado (13), nos 417 municípios baianos, com 3.600 postos de vacinação disponíveis para a população alvo. São 3,6 milhões de pessoas aptas a tomarem a vacina este ano. Até o momento, apenas 813.603 pessoas foram até um posto para se vacinar.

O público alvo da campanha são idosos a partir de 60 anos, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), professores, os trabalhadores da saúde, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas sócioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Esta é a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A ação começou no dia 17 de abril e será encerrada no dia 26 de maio. De acordo com Ramon Saavedra, coordenador do Programa Estadual de Imunizações, a estratégia de vacinação contra a influenza foi incorporada ao Programa Nacional de Imunizações em 1999, tendo por finalidade reduzir internações, complicações e mortes na população alvo. “As pessoas devem se vacinar para se prevenir da doença”, apela Saavedra.

Prevenção

Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz. Apresenta potencial para levar à complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral ( crianças menores de 2 anos, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).