sábado , agosto 19 2017
Home / Educação / Docente da FAT apresenta artigo no VI Simposio Internacional del Máster de Antropología de Iberoamérica

Docente da FAT apresenta artigo no VI Simposio Internacional del Máster de Antropología de Iberoamérica

La educación intercultural a través de la comunicación interactiva: un estudio empírico del Museo da Gente Sergipana foi o tema do artigo defendido pela professora Kelly Alves, docente dos cursos de Publicidade e Propaganda e de Nutrição da FAT, durante o VI Simposio Internacional del Máster de Antropología de Iberoamérica – realizado no dia último dia 18 de maio – na Facultad de Filosofía y Letras da Universidad de Valladolid [Valhadolide], na Espanha.
O objetivo do simpósio foi potencializar a investigação no campo da Educação e da Antropologia com abordagem de perspectivas relacionadas à empatia e o olhar para o outro, quer seja um ser humano considerado diferente ou um animal não-humano.
“A pesquisa trata sobre a Educação Intercultural da comunicação interativa”, explica Kelly Alves.
O estudo empírico do Museu da Gente Sergipana visa compreender e explicar o impacto das tecnologias de informação e comunicação como ferramentas para o aprendizado de conhecimento no ambiente lúcido/educativo de sobreculturalidade”, que segundo a docente, trata-se de conceito [sobreculturalidade] desenvolvido pelo orientador da pesquisa, o professor Doutor Daniel Valério Martins.
O artigo ainda aprofunda-se no estudo do grau de efeito cognitivo e/ou motivacional no conhecimento cultural adquirido, tomando como parâmetro de observação a homogeneidade e o estado sociodemográfico.
A apresentação da pesquisa compõe etapa conclusiva do Máster en Antropología de Iberoamérica pela Universidade Salamanca, na Espanha.
Universidade de Valhadolide
A Universidade de Valhadolide (Valladolid) é uma universidade pública espanhola na cidade de Valladolid, na região autônoma de Castela e Leão, que foi fundada em 1241.
A instituição foi fundada como transferência de sede de estudos da Universidade de Palencia, fundada por Alfonso VIII de Castela, entre 1208 e 1212.
Ela é atualmente responsável por sete campi distribuídos por quatro cidades de Castela e Leão: Valhadolide, Palencia, Soria e Segovia.