segunda-feira , outubro 22 2018
Home / Destaque / Egito vai às urnas em eleições marcadas pelo desencanto com a Primavera Árabe

Egito vai às urnas em eleições marcadas pelo desencanto com a Primavera Árabe

Os eleitores egípcios escolhem as partir desta segunda-feira (26) um novo presidente em um pleito marcado pela decepção dos jovens com a Primavera Árabe. Esse movimento em defesa da democracia atingiu países de maioria muçulmana e, no Egito, culminou com a queda de Hosni Mubarak. A eleição será realizada em três dias, portanto, até quarta-feira (28).

Cerca de 60 milhões de egípcios estão aptos a votar, em pleito observado por nove organizações árabes e internacionais. As zonas eleitorais abriram às 9 horas (4h no Brasil).

De um lado está o presidente Abdel Fatah al-Sissi, que busca mais um mandato de quatro anos. Do outro, está o chefe do partido liberal Al Ghad, Musa Mostafa Musa, apoiador de longa data do ex-militar e visto por muitos como um candidato de fachada. O partido de Musa chegou a apoiar um segundo mandato para Sissi antes de Moussa emergiu como postulante de última hora.

Os outros prováveis candidatos foram detidos ou se retiraram da disputa, denunciando pressão das autoridades, de acordo com a agência France Presse.

Moussa rejeita as acusações de que está sendo usado para criar uma sensação falsa de competição, e a comissão eleitoral afirma que fará com que a votação seja justa e transparente.