domingo , outubro 21 2018
Home / Destaque / Estreantes marcam, Pimpão desconta, e Bahia vence o Botafogo no jogo de ida das oitavas: 2 a 1

Estreantes marcam, Pimpão desconta, e Bahia vence o Botafogo no jogo de ida das oitavas: 2 a 1

Foi um jogo de altos e baixos: o ataque fez dois gols e perdeu outros tantos. A defesa só tomou um, mas falhou demais e ‘pediu’ para tomar outros. No final das contas, o Bahia venceu o Botafogo nesta quinta-feira (20) por 2×1 na Fonte Nova pelas oitavas de final da Sul-Americana.

O jogo da volta é na quarta-feira (3), às 21h45, no Rio de Janeiro. O tricolor joga pelo empate, mas o gol levado em casa é critério de desempate. Assim, se o Esquadrão perder por 1×0, a vaga é dos cariocas. Caso venha a ser derrotado por 2×1, a decisão vai para os pênaltis. Revés com qualquer placar supeior e diferença de um gol, o Bahia vai ás quartas de final da Sula.

Ninguém pode reclamar do jogo desta quinta (20), pois teve de tudo. Para a alegria da Fonte Nova, o Bahia abriu o placar com quatro minutos. E com Ramires, xodó da torcida que fez o seu primeiro gol como profissional. Clayton cruzou, Edigar brigou na área e a bola sobrou para Ramires, na entrada da área, chutar de primeira.

Aos 33, chance clara para o tricolor. Ramires chutou e a bola ficou com Nino na área. Livre e cara a cara com Diego, ele não chutou, nem cruzou: mandou para fora.

Teve outro gol perdido aos 38. Léo cruzou na área e Clayton, no segundo pau, cabeceou no cantinho de Diego, que fez uma linda defesa.

Os últimos cinco minutos da etapa foram todos do Botafogo, que colocou duas bolas na trave em erros de Lucas Fonseca. Aos 39, Igor Rabello lançou na área. Brenner passou por trás do defensor tricolor e acertou o poste.

Aos 41, Brenner, achou Rodrigo Pimpão na direita, nas costas de Lucas. Cara a cara com Douglas, ele chutou colocado… no travessão.

A etapa final não começou menos agitada. Aos 10, após  bate-rebate na área, Benevenuto chutou para um gol sem Douglas e Lucas Fonseca salvou em cima da linha.

Foi o Bahia quem aproveitou o bom momento. Aos 14, Clayton desviou escanteio no primeiro pau em direção à pequena área. Na tentativa de defender, Diego mandou para dentro do próprio gol.

Mas se o goleiro do Botafogo errou, o do Bahia não ficou atrás. Aos 16, Luiz Fernando chutou fraco de puxeta. Douglas deu uma manchete nos pés de Pimpão, que diminuiu.

Douglas se redimiu. Aos 22, Benevenuto cabeceou forte e o goleiro fez uma defesaça à queima-roupa. No escanteio resultante, um lance idêntico: Benevenuto e defesa heroica do goleiro tricolor. Aos 26, Douglas de novo. No contra-ataque, Luiz Fernando fica sozinho, cara a cara com o goleiro tricolor, que desta vez salva com o pé.

O jogo conseguiu ficar ainda mais agitado aos 30. Num lance sem bola, Léo deixou a mão no rosto de Luiz Fernando. O árbitro consultou os auxiliares e expulsou o lateral.

Aos 48, Brenner cabeceou após escanteio, mais uma vez com liberdade. E adivinhem só: Douglas salvou. O Bahia ainda teve uma última chance de ampliar em cobrança de falta de Vinícius, mas a bola passou raspando o gol de Diego. Ao final, apesar do sufoco, o tricolor saiu com um triunfo.