segunda-feira , outubro 22 2018
Home / Destaque / Feira Digital é considerado “case” de sucesso na área de tecnologia

Feira Digital é considerado “case” de sucesso na área de tecnologia

Considerado ‘case’ de sucesso na área, o projeto Feira Digital, desenvolvido pela Prefeitura de Feira de Santana, foi apresentado pelo diretor de Projetos e Sistemas da Fundação Egberto Costa, Ícaro Grimaldi, no 1º Fórum de Cidades Digitais da Região de Feira de Santana. O evento foi realizado nesta quinta-feira, 22, no CEU da Cidade Nova.

“A internet está presente em todas as escolas municipais, centenas de unidades administrativas e 90% do território do município está coberto com o seu sinal”. O Feira Digital, diz o diretor, oferece aos feirenses, com seus 89 pontos, acesso à internet de qualidade e interliga quase 100% das unidades de saúde. “São vários os benefícios alcançados nas áreas da saúde, educação, segurança que refletem positivamente na comunidade”. O sinal atende com internet povoados feirenses não coberto pela telefonia móvel.

O evento buscou o compartilhamento dos conhecimentos entre as cidades que já estão em estágio intermediário ou avançado com aquelas que ainda estão tomando as primeiras iniciativas neste setor que, quando aplicado, impacta positivamente em todos os setores da gestão pública.

O uso da tecnologia, diz o diretor da Cidade Digital, José Marinho (foto), indiscutivelmente contribui para melhorar a vida das pessoas, muda as pequenas cidades, inova as atribuições das médias e grandes. “Para que os conhecimentos sejam compartilhados precisa interação”. Ele ainda disse que a integração através das redes é necessária e facilitadora.

Gercivaldo de Oliveira, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, disse estar surpreso com o avanço neste setor alcançado na atual gestão. Ele falou sobre as políticas públicas para as cidades digitais. “O mundo moderno vive em torno da internet”.

O governo federal está levando o sinal da internet às cidades para que todos se apropriem das tecnologias por meio do programa “Internet para todos”, disse Luis Ramos, assessor técnico da Secretaria de Telecomunicações do governo federal. “Com informações pode-se fazer uma gestão mais eficiente”, afirmou.

Para Jeferson de Castilho, cofundador da 1Doc, uma plataforma de comunicação e gestão de documentos, destacou que a importância do evento está no fato de compartilhar os conhecimentos. Mas, para ele, o local mais hostil para a inovação é o público porque os servidores já estão acostumados a usar sistemas ruins. Apresentou inovações eletrônicas de como eliminar a presença de papel dentro de organizações governamentais.

A secretária de Administração de Serrolândia, Elisiane Reis, disse que a sua participação no Fórum foi relacionada a busca de conhecimentos porque o município começa a dar os primeiros passos neste setor. “Vamos levar estas informações para começarmos a entrar neste mundo”. Serrolândia aderiu ao programa federal Internet para todos. “Escolas tem internet e outros setores também, mas não se comunicam entre si. Estas tecnologias é o que buscamos”.

O evento, que foi o segundo do tipo realizado na Bahia – o primeiro foi em Salvador, teve o apoio do Governo Municipal, através da Secretaria do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, e a Fundação Egberto Costa (Rede Cidade Digital). A grande maioria dos participantes representou administrações municipais, detalhe que aponta o interesse do poder público na busca da implantação destas tecnologias. Estiveram presentes representantes de 22 municípios.