domingo , abril 23 2017
Home / Destaque / Fonoaudióloga Ana Gilza fala sobre importância do profissional para a sociedade

Fonoaudióloga Ana Gilza fala sobre importância do profissional para a sociedade

FOTO ANA

No dia 9 de dezembro, data em que se comemora o dia do Fonoaudiólogo, a profissional da área, Drª Ana Gilza Soares Lima, Pós- Graduada em Motricidade Oral, fala a respeito da importância do fonoaudiólogo para a sociedade.

O fonoaudiólogo é um profissional de Saúde, com graduação plena em Fonoaudiologia, que atua de forma autônoma e independente nos setores público e privado. É responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos da função auditiva periférica e central, da função vestibular, da linguagem oral e escrita, da voz, da fluência, da articulação da fala e dos sistemas miofuncional, orofacial, cervical e de deglutição. Exerce também atividades de ensino, pesquisa e administrativas.

Uma vez que, a carência do atendimento profissional, nas áreas de competência da Fonoaudiologia, motricidade oral, voz, linguagem e audição, torna cada vez mais importante o papel do fonoaudiólogo nesta.

O fonoaudiólogo pode atuar em quatro áreas distintas:

– Audiologia: realiza exames audiológicos para verificar a audição dos pacientes; selecionar e adaptar aparelhos de surdez e habilitar ou reabilitar deficientes auditivos. Uma pessoa pode desconfiar de alguma doença auditiva ao avaliar a capacidade de audição. Baixa audição é sinal de que algo está errado e deve ser verificado junto a um especialista que pode ser o fonoaudiólogo. Sendo que,  a avaliação deve ser  realizada  no bebê com 48 horas  ápos o nacimento. Teste este, chamado de Emissões Otoacústicas – EOAS, conhecido popularmente como Teste da Orelhinha.

– Linguagem: reconhece problemas relacionados ao aprendizado da língua, habilita crianças com atraso ou deficiência de linguagem, ou pacientes que adquiriram a linguagem, mas a perderam por algum motivo, como Acidente Vascular Cerebral, por exemplo. Os problemas de linguagem podem se manifestar de forma variada como retardo na emissão das primeiras palavras, deficiência na formação de frases; omissões e acréscimos de sons na fala; troca de fonemas; gagueira, entre outros.

– Motricidade oral: é a área que se concentra na musculatura da face, boca e língua. O fonoaudiólogo soluciona problemas relacionados à sucção, mastigação, deglutição, respiração e fala. Pode auxiliar no correto posicionamento lingual, ou apresenta alguma alteração na deglutição e etc.

– Voz: o fonoaudiólogo que atua nessa área pode não só prevenir os distúrbios da voz como aperfeiçoá-la. Pois, esta repesenta a identidade do indivíduo. A voz é produzida nas pregas ou cordas vocais, passando pelas cavidades oral e nasal e faringe, que funcionam como amplificadores naturais. Quando se torna áspera, muito rouca ou de difícil emissão, é sinal de que pode estar sendo afetada por algum problema que deve ser diagnosticado. O fonoaudiólogo também pode trabalhar com idosos, ensinando exercícios para estimular e tonificar a musculatura facial, as qualidades da voz e o uso adequado da respiração, além de fornecer técnicas que proporcionam o uso correto da postura, respiração e impostação vocal . Tendo como exemplo, os profissionais da voz, tais como: jornalistas, radialistas, professores e etc.

 

” SE VOCÊ APRESENTA ALGUMA DESTA DEFICIÊNCIA. PROCURE O FONOAUDIÓLOGO!