quarta-feira , dezembro 12 2018
Home / Curiosidades / Governo quer cobrar taxa para que pessoas acessem sites eróticos

Governo quer cobrar taxa para que pessoas acessem sites eróticos

Uma nova proposta de lei nos Estados Unidos está causando uma baita polêmica na internet: políticos do estado de Rhode Island querem cobrar uma taxa de US$ 20 – o que dá quase uns R$ 70 – para que as pessoas acessem sites eróticos. E o que raios isso tem a ver com um blog de tendências e internet? Eu explico.

Os senadores democratas Frank Ciccone e Hanna Gallo querem que o usuário passe por algumas etapas antes de chegar ao conteúdo adulto. Teriam que fazer um pedido por escrito para desativar o bloqueio ao site, apresentar um documento comprovando que têm mais de 18 anos, ler um aviso sobre os perigos de tirar o bloqueio… e só aí pagar os US$ 20, uma “taxa de acesso digital”. Essa verba seria utilizada para operações contra o tráfico humano, segundo a proposta de lei.

Não vou entrar nos méritos políticos da coisa. O que eu quero trazer aqui é a tal da “net neutrality”. Lembra disso? Chamamos aqui no Brasil de neutralidade de rede. Isso significa que todo conteúdo na internet tem que ser tratado de forma igualitária – os provedores de internet não podem bloquear, diminuir o acesso ou cobrar mais por determinados conteúdos.

Exemplo: o YouTube na sua casa não pode ficar mais lento só porque a sua operadora de internet tem contrato com o concorrente deles. Eles não podem dar uma “atrapalhada na sua conexão” toda vez que você for para o YouTube, só para te forçar a usar um outro site de vídeos. E por aí vai.