terça-feira , junho 27 2017
Home / Destaque / Handebol realiza primeiros testes de controle de dopagem em competições oficiais nacionais

Handebol realiza primeiros testes de controle de dopagem em competições oficiais nacionais


Pela primeira vez na história foram realizados testes de controle de dopagem em evento oficial de handebol brasileiro. Durante as partidas finais da Copa Brasil Masculina, disputadas em Maceió, em Alagoas, 16 atletas foram testados. O material foi obtido no último fim de semana pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), que intensificou nos últimos meses a luta contra a dopagem no esporte nacional.

Com cerca de 40 anos de história esportiva no país, a modalidade iniciou os testes graças à parceria entre a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e a ABCD. O trabalho conjunto tem duas frentes. Realizar coleta de material para ser submetido aos exames laboratoriais, além de promover o trabalho de conscientização nas categorias de base, voltado para informação e prevenção.

Para o presidente da CBHb, Manoel Luiz, os testes são importantes para o desenvolvimento das equipes e, por consequência, das seleções brasileiras. “Os exames trazem a credibilidade e a segurança na revelação de novos jogadores. Esperamos que a parceria com a ABCD sirva para manter o esporte limpo e conscientizar os atletas para manter a pureza e valorização do próprio esforço, para crescer dentro das regras e da ética”, ressaltou o dirigente.

A Copa Brasil Masculina contou com a coleta de material com padrão internacional, adotada nas principais competições mundiais de handebol. Em cada partida, foram testados quatro atletas sorteados na súmula, dois de cada equipe. Foram testados os jogadores que disputaram as quartas, semifinais e final.

“O handebol brasileiro entrou no nosso plano de distribuição de testes. É fruto da parceria por meio de acordo de cooperação entre as entidades, porém a confederação não sabe quais partidas serão feitos os exames de controle de dopagem. Estamos satisfeitos com as ações e cooperações que realizamos com as confederações, pois reforçam o nosso trabalho na busca pelo jogo limpo”, explicou o secretário nacional da ABCD, Rogério Sampaio.

O dirigente do handebol frisou que a novidade foi bem aceita pelos jogadores. “Os atletas estão aceitando, porque a questão da dopagem legitima o resultado esportivo. O Ministério do Esporte tem sido um parceiro especial do handebol brasileiro. Essa ação que vem sendo executada pela ABDC é importante para dar credibilidade ao esporte nacional. Nós somos uma das modalidades que mais tem jogadores que recebem o benefício do programa Bolsa Atleta. O jogo limpo é extremamente importante para a evolução da modalidade”, acrescentou Manoel Luiz.

Campeão da Copa Brasil

O título da Copa Brasil Masculina foi conquistado pelo América Handebol Clube (AL). Após um belo duelo contra o Português/AESO (PE), a equipe alagoana levou a melhor em casa, com o placar de 26 a 25 (14 a 10 no primeiro tempo). O destaque da partida foi o jogador João Paulo (do América), que marcou oito gols. A medalha de bronze ficou com o Carajás Handebol Clube (PA), que venceu o BPE/Santa Cruz (PE), por 21 a 17 (10 a 8).