sexta-feira , julho 21 2017
Home / Destaque / Homem mata o próprio irmão durante briga por herança em Camaçari

Homem mata o próprio irmão durante briga por herança em Camaçari

A disputa por uma casa levou um irmão a matar o outro em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, neste domingo (2). Marivaldo de Santana, 42 anos, foi atingido por golpes de barra de ferro na cabeça. Ele foi socorrido para o Hospital Geral de Camaçari, onde permaneceu internado até a madrugada desta segunda-feira (3), quando não resistiu aos ferimentos e morreu.

A titular da Delegacia de Homicídios de Camaçari, Maria Tereza, contou que o imóvel foi deixado como herança pelo pai dos irmãos Marivaldo e Luís de Santana, 47, mas a casa era alvo de uma disputa entre eles. No domingo, por volta das 15h, os dois tiveram mais uma discussão pela herança que terminou quando Luís pegou uma barra de ferro e acertou a cabeça do irmão com força.

“Marivaldo acreditava que era o único dono da casa. A mãe e a irmã dele ainda vivem na casa, mas ele queria ficar com o imóvel. No domingo, ele e Luís se desentenderam por conta dessa disputa pela herança. Luís acertou a cabeça dele e depois fugiu”, contou a delegada.

Marivaldo foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral de Camaçari, onde morreu por volta das 3h30 desta segunda. O crime aconteceu na Rua da Vitória, no bairro POC 1, no terreno do imóvel alvo da disputa.

Em nota, a Polícia Militar informou que policiais estiveram no local, mas que Luís não foi localizado. “A PM foi acionada para atender uma briga de família no bairro Poc1, em Camaçari, e ao chegar no local acionou o Samu, que socorreu a vítima para o Hospital Geral de Camaçari. O autor do crime não foi localizado”, diz o comunicado.

Luís ainda está sendo procurado pela polícia. Ele tem passagem policial na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), depois de agredir a própria irmã. A delegada informou que vai solicitar a prisão temporária do suspeito.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Luís pode ajudar a polícia através do Diques Denúncia, nos telefones (71) 3235-0000, para quem estiver em Salvador ou Região Metropolitana, ou 181, para quem estiver no interior do estado. O sigilo é garantido.

Fonte: Correio24hs