quarta-feira , outubro 18 2017
Home / Destaque / Jovem é morto após seguir assaltante de ônibus para recuperar objetos roubados de outros passageiros

Jovem é morto após seguir assaltante de ônibus para recuperar objetos roubados de outros passageiros


Um jovem de 21 anos foi morto a facadas após descer de um ônibus que tinha sido assaltado e lutar com um bandido para tentar recuperar pertences roubados de outros passageiros, na manhã deste sábado (20), em Salvador. De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a situação ocorreu na Avenida Paralela, trecho do Trobogy, na altura de uma passarela que leva a um shopping da capital baiana. A vítima é o zelador Eneas Santos Santana, que estava a caminho do trabalho.

Segundo a SSP, dois homens armados com uma faca entraram no coletivo em que a vítima estava, roubaram os passageiros e, em seguida, desceram do veículo. Conforme a polícia, o jovem seguiu um dos criminosos e entrou em luta corporal com ele, mas, durante a briga, foi esfaqueado no peito. Após a ação, o suspeito fugiu. Um dos homens teve foto divulgada pela polícia, por meio de imagens de câmeras de segurança.

Testemunhas contaram à polícia que Eneas desceu do coletivo e subiu a passarela para tentar alcançar os bandidos. Lá em cima, eles lutaram bastante e Eneas foi ferido no peito. Ele ainda conseguiu descer, mas acabou morrendo na entrada da passarela.

A mãe do rapaz disse que ele fazia luta livre e, inclusive, tinha treinado até tarde no dia anterior, e talvez tenha sido por isso que se arriscou tanto para ajudar as pessoas que tinham sido assaltadas. Quando a Polícia Técnica chegou, ficou confirmado que nada tinha sido levado do zelador. Ele perdeu a vida para ajudar desconhecidos.

De acordo com a PM, o ônibus em que o jovem estava, que fazia a linha Mussurunha-Barra I, seguiu viagem depois que ele e os suspeitos desceram.

Eneas estava com uma mochila e também tinha um celular. O rapaz saiu de casa cedo para trabalhar. Ele atuava como zelador em um prédio no bairro do Itaigara. A família disse que ele tinha tentado trocar o serviço neste sábado por causa dos estudos, mas depois desistiu.

Dona Ana Messias, mãe do jovem de apenas 21 anos, chegou ao local pouco tempo após o crime e contou que orientava o filho a não reagir a assaltos. “Se assaltar deixe lá, deixe levar tudo, mas não leve a sua vida”, contou emocionada a dona de casa sobre o que costumava dizer ao filho.

Ainda segundo a PM, após denúncias, agentes da 82ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) estiveram no local e isolaram a área do crime. Os policiais militares realizaram rondas na região, mas o suspeito não foi encontrado. Até a publicação desta reportagem, ele ainda não havia sido preso. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1