sábado , dezembro 16 2017
Home / Destaque / Jovem pula do 4º andar para fugir de agressões do marido que a confundiu com atriz pornô

Jovem pula do 4º andar para fugir de agressões do marido que a confundiu com atriz pornô

Uma jovem de 23 anos pulou do 4º andar do prédio onde mora em Taguatinga, Distrito Federal, para fugir do marido que a agredia após confundi-la com uma atriz pornô. A jovem sofreu lesões graves na bacia e pode ter os movimentos das pernas comprometidos. As informações são do jornal Extra.

 Segundo a Polícia Civil, o marido da vítima, 30 anos, assistia a filmes pornô no computador enquanto a esposa dormia no quarto do casal na última segunda-feira (29). Ao ver uma tatuagem no braço esquerdo de uma atriz, o homem ficou transtornado ao achar que era a sua mulher no filme.
 Ainda segundo a publicação, ele foi ao quarto e acordou a jovem com tapas e socos pedindo que ela confessasse que fazia filmes pornôs. O delegado que investiga o caso contou que a jovem tentou entender o que acontecia, até que o marido foi à cozinha e pegou uma faca.
 Foi, então, que a jovem se jogou da sacada do apartamento, no 4º andar, caindo sobre uma cobertura. Ela foi socorrida por vizinhos que ouviram o barulho da queda.
 A jovem contou em um vídeo gravado por uma amiga que, mesmo após a queda do apartamento, o marido correu atrás dela com a faca. Ele foi impedido pelos vizinhos de chegar perto da mulher.
 “Olhei para a janela e vi que a minha única chance era pular dali. Pensei, meu Deus…Se eu cair e me quebrar todinha, não vou poder mais nem andar, mas pelo menos vou estar viva. Ele ia me esfaquear, me cortar todinha”, contou.

“Quando eu caí, comecei a gritar, pedir socorro. Gritei para todo mundo. Eu vi que não estava mais sentindo as minhas pernas. Eu senti muita dor. Gritei e os vizinhos desceram. Vi que ele desceu com a faca para me matar lá embaixo. Ele não encostava em mim. Só ficava me xingando e mostrando para todo mundo o vídeo, dizendo que eu era vagabunda”, relatou.

 A jovem foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga, onde permanece internada. Segundo o Extra, o homem foi detido e autuado por injúria, ameaça e lesão corporal. Ele pagou a fiança de R$ 2 mil e foi liberado. Ele responderá na Lei Maria da Penha em liberdade.