segunda-feira , agosto 20 2018
Home / Destaque / Metodologias inovadoras com uso de tecnologia são apresentadas no Virtual Educa

Metodologias inovadoras com uso de tecnologia são apresentadas no Virtual Educa

Professores, coordenadores pedagógicos, gestores escolares e demais participantes do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, que acontece até esta sexta-feira (8), no Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador, estão conhecendo algumas metodologias de ensino inovadoras e que têm como base o uso de tecnologias em sala de aula. A temática está sendo abordada no XIV Fórum de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P+D+I), um dos seis fóruns integrantes da programação do Virtual Educa, que envolve diversas palestras diariamente.

Uma das metodologias de ensino já apresentadas no fórum foi sobre a “Gamificação e Qrcode: como essas ferramentas podem ser motivadoras para aprendizagem de conteúdos nas aulas de Química no Ensino Híbrido e na modalidade EAD”. A prática exitosa foi apresentada pela professora da rede estadual de ensino, Sandra Lucia Pita Pereira, que leciona Química, na modalidade Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec). O Emitec é uma das inovações da rede estadual, por meio do qual, os estudantes que moram em áreas remotas da Bahia assistem às aulas, nas salas instaladas próximas às suas comunidades. As aulas são transmitidas, em tempo real, diretamente dos estúdios instalados no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador.

A professora Sandra Lúcia falou sobre as tecnologias adotadas para dinamizar as aulas de suas disciplinas no âmbito do Emitec. “Por trabalharmos com disciplinas mais densas, como Química e Física, resolvemos trazer aulas lúdicas para o Emitec e pensamos em uma aula gamificada, na qual as experiências de um jogo como pontuação, mudanças de fases e outros elemento permite mais emoção e estímulo aos estudantes. Com um leitor de Qrcode, que pode ser baixado no celular, o estudante pode acessar o código mostrado na tela da TV ou computador, nas aulas transmitidas pelo Emitec e, a partir daí, iniciar a resolução dos desafios que são perguntas relacionadas a pequenos trechos de vídeos de seriados americanos que abordam temáticas sobre os assuntos trabalhados”, explicou a educadora.

A professora de Língua Portuguesa, Marcela Fontes, que leciona na Escola Modelo Municipal Antônio Batista, em Eunápolis, disse que ficou entusiasmada com os temas abordados sobre tecnologia enquanto suporte pedagógico. “Participar do Virtual Educa está sendo uma experiência única para os professores de todas as áreas, pois estamos tendo contato com práticas que nos inspiram a inovar as práticas na sala de aula, contribuindo para um ensino mais participativo e colaborador”, frisou a educadora.

Games e Educação 
Outra prática de ensino compartilhada para os educadores sobre game e tecnologia na escola foi apresentada pela estudante universitária Tatiane Lima, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Ela abordou sobre “Transformações e desafios em Art Games e Educação: interatividade, imersão, mobilidade, ubiquidade, pervasividade, hibridismo, multimodalidade e ubiquidade”, destacando como a linguagem do game pode ser um eficiente suporte de aprendizado para os estudantes.
Sobre o Virtual Educa 
O Virtual Educa Bahia 2018 é um espaço privilegiado para o debate de ações e experiências bem-sucedidas em Educação, envolvendo tecnologias e conteúdos digitais, diversidade, crescimento econômico e políticas públicas. Paralelamente, o evento envolve o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais. Saiba mais sobre o Encontro no Portal da Educação.