domingo , outubro 21 2018
Home / Destaque / Morar fora do país tem sido o destino de muitos feirenses

Morar fora do país tem sido o destino de muitos feirenses

A busca por melhores oportunidades, qualidade de vida, segurança e a perspectiva do aprendizado de um novo idioma, tem motivado cerca de 19 milhões de brasileiros, entre 16 a 34 anos, a deixar o Brasil. Segundo informações divulgadas pelo Instituto DataFolha, para esta pesquisa foram ouvidas 2.090 pessoas e 50% dos entrevistados com idade entre 16 a 34 anos disseram que gostariam de abandonar o Brasil.

Vivenciar novas culturas e novas políticas é a vontade de muitos brasileiros que procuram aprender outros idiomas, além de ser o desejo de muitos profissionais para o seu currículo e conhecer uma série de experiências que agregam não só na carreira como na vida pessoal.

Devido a situação atual que o Brasil está passando, a procura pelo intercâmbio está cada vez maior. “Na Irlanda, por exemplo, eles gastam em média 300 a 400 euros com acomodações mensais e cerca de 200 a 250 euros com despesas de alimentação e transporte. Sobrando bastante dinheiro para juntar ou se divertir”, finaliza.

Para a diretora e coordenadora Pedagógica do Fast English Curso de Idiomas em Feira de Santana, Cristiana Fonseca, as pessoas têm procurado o curso com pretensão de residir em outros países. “Ultimamente temos uma grande procura de profissionais se conscientizando da importância de dominar outro idioma, buscando melhores oportunidades em empresas multinacionais nas quais trabalham e almejam trabalhar fora do país”, diz.

Segundo Cristiana, existem cursos rápidos para quem quer morar fora. “Oferecemos esse curso, ele tem durabilidade de 18 meses, da modalidade básica ao avançado. Oferecemos também o Curso de Especialização com duração de 12 meses para aqueles que se interessam em ir além”, explica.

Devido a vontade de ir morar fora, muitas pessoas buscam fazer o curso de idiomas para aprimorar a língua e assim poder planejar um futuro no exterior. “Dos desejos expressados, vimos desde o encantamento em morar em um país que fala outro idioma a conseguir oportunidades profissionais em países que oferecem mais segurança e melhorias pessoais e profissionais”, finaliza Cristiana.

Para a comerciante, Suzi Silva, 46 anos, a decisão de morar fora do país surgiu devido à situação em que se encontra o Brasil. “Meu marido estava há muito tempo querendo ir embora daqui. Ele conseguiu várias oportunidades, mas por termos filhos para cuidar, estávamos com medo de abandonar tudo e começar uma nova vida fora do país. Estamos descontentes com a situação econômica atual em que vivemos com os impostos cada dia mais alto e com o fato de trabalharmos só para pagar contas, então decidimos ir”, diz.

A insegurança também preocupa muito o casal. “Temos um filho adolescente e outro pequeno, o nível de insegurança vivido hoje no país está insuportável, não queremos que nossos filhos cresçam em um ambiente de violência que está agora”, discorre a comerciante. Para ela, a decisão já foi tomada e agora não tem como mais voltar atrás. “Meu marido vai primeiro para saber como é essa experiência e logo depois, se tudo der certo, vai toda a família”, finaliza Suzi.

 

fonte: atarde