quinta-feira , junho 29 2017
Home / Destaque / Polícia prende ex-presidente do Barcelona e mira em Teixeira

Polícia prende ex-presidente do Barcelona e mira em Teixeira

As autoridades da Espanha prenderam o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell nesta terça-feira (23). Os policiais realizam mandados de busca e apreensão em endereços em Barcelona e em outras duas cidades da região.

Segundo o jornal “El País”, a investigação estaria centrada no contrato que Rosell manteve com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o ex-mandatário está preso em regime domiciliar. Já o “Mundo Deportivo” informa que, além do ex-dirigente, outras quatro pessoas foram presas pelo esquema, incluindo a esposa de Rosell, Marta Pineda.

A imprensa local indica que buscas também poderiam estar acontecendo no Brasil e estariam relacionadas ao ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

A “Operação Rimet”, uma referência à antiga taça Jules Rimet, entregue para os campeões da Copa do Mundo, teve início após a suspeita de lavagem de dinheiro por parte do ex-cartola. Rosell estava sendo investigado nos Estados Unidos por seu envolvimento com contratos da Nike e da CBF, além do desvio de cerca de US$ 15 milhões para contas secretas de Ricardo Teixeira, que até então era presidente da entidade brasileira.

Ainda segundo a imprensa espanhola, a operação está sendo conduzida após investigações por parte da Unidade de Delinquência Econômica e Fiscal da Polícia Nacional e em colaboração com o FBI. O jornal catalão “Sport” lembra que, em 2014, a Justiça brasileira investigou o próprio Rosell sobre o valor cobrado pela empresa do ex-dirigente para realizar um amistoso entre Brasil e Portugal, em caso que foi posteriormente arquivado.

O ex-dirigente do Barcelona ainda responde por outro caso de fraude e corrupção em processo que envolve a transação do atacante brasileiro Neymar ao clube catalão. Rosell era o presidente da equipe quando o então craque do Santos foi contratado.