domingo , setembro 23 2018
Home / Cidade / Prefeitura apresenta projeto civil à ViaBahia para acesso ao Parque de Exposição

Prefeitura apresenta projeto civil à ViaBahia para acesso ao Parque de Exposição

Um estudo de viabilidade técnica para o acesso de veículos ao Parque de Exposição João Martins da Silva seja realizado a partir da sua entrada principal, na BR 324, foi entregue à ViaBahia, concessionária do trecho da rodovia, entre Feira de Santana e Salvador.

O acesso pela entrada principal foi interditado liminarmente pela Justiça, iniciativa do Ministério Público, que pede a construção de um acesso de acordo com as normas de trânsito.

O projeto foi elaborado pelo Setor de Engenharia da SMT (Superintendência Municipal de Trânsito). Representantes da concessionária ouviram as explanações feitas pelos técnicos e pediram um estudo de tráfego à altura do Parque de Exposição.

Novos estudos serão realizados

“Apresentamos um projeto para análise prévia pela ViaBahia e acredito que foi bem aceito. Agora, vamos providenciar este estudo para que o projeto final seja apresentado”, afirmou o titular da SMT, Maurício Carvalho.

Também participaram da reunião, na manhã desta quinta-feira, 5, o procurador Geral do Município, Gleudson Almeida, os secretários de Transporte e Trânsito, Saulo Figueiredo, e o de Agricultura, Joedilson Freitas, mais a engenheira Andrea Amaral e o estagiário Janderson Lima.

Pela ViaBahia, o supervisor da Faixa de Domínio, Dener Pimenta, o engenheiro Gustavo Andrade e o coordenador de Faixa de Domínio, Josué Oliveira.

Foram apresentadas as opções de acesso ao parque, principalmente dos animais, e como os ônibus que farão o transporte de passageiros para o local, ficarão durante o desembarque, embarque e estacionados.

Consta no projeto que o a estrada que liga o estacionamento interno à avenida Noide Cerqueira passará a ter 12 metros de largura, com duas pistas, e será usada apenas como saída. A entrada dos caminhões com animais será relocada para a sua direita – assim o espaço para desacelerar será ampliado.

O estudo, que a concessionária considera necessário, será ferramenta importante para viabilizar o projeto apresentado pelo município, para mostrar as intervenções que serão feitas na frente do equipamento.