quinta-feira , junho 29 2017
Home / Destaque / Seleção pública simplificada para professores transcorre normalmente, com abstenção de 14,93%

Seleção pública simplificada para professores transcorre normalmente, com abstenção de 14,93%

Com uma pequena abstenção, de 14,93%, a seleção pública simplificada para professores que concorrem a uma vaga na Rede Municipal de Ensino transcorreu em ritmo tranquilo, na manhã deste domingo, 14.

Estão sendo oferecidas 300 vagas para pedagogos que vão dar aulas nas escolas municipais. De acordo com dados da Seduc, 2.876 candidatos se inscreveram para a prova, dos quais 2.445 professores participaram da seleção e 431 não compareceram. A seleção foi realizada em nove escolas da Rede Municipal, distribuídas pelos bairros da cidade.

“A prova transcorreu tranquilamente, sem ocorrências e com abstenção muito baixa. Não tivemos atrasos e nem reclamações durante o período da avaliação”, declara Seílma de Souza Marques, que desempenhou a função de coordenadora no processo seletivo, na Escola Municipal Professora Emiliana Souza Oliveira, no bairro Conceição II.

Os profissionais selecionados terão carga horária de 20 horas semanais nas escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental. A prestação do serviço temporário oportuniza que os professores ingressem na Rede antes de participarem de concurso público. “Já trabalhei como estagiária na Rede Municipal e gostaria muito de ter a chance de ser professora no âmbito do munícipio, por isso estou participando da seleção”, relata Iracy Silva de Jesus.

“Espero alcançar meus objetivos, pois me preparei para isso”, conta Gileade Miranda da Cruz Gomes, que atua como professora há três anos. “Achei que já era hora de tentar fazer parte da educação pública do município, pois acredito que precisamos sempre procurar novos ambientes para aprendermos cada dia mais”, afirma.

O gabarito da prova será disponibilizado nesta terça-feira, 16, e o resultado preliminar será divulgado até o dia 22 de maio. A entrega de títulos para os casos de empate acontecerá entre os dias 23 e 25 do mesmo mês.

O prazo para publicação e homologação do resultado final do processo seletivo termina em 7 de junho de 2017. Os professores selecionados terão o contrato de um ano, que poderá ser renovado e estendido por igual período.

A avaliação

Com trinta questões objetivas, a prova abordou aspectos gerais da pedagogia, currículo escolar, formas de avaliação, projeto político pedagógico, educação inclusiva, planejamento pedagógico e legislação educacional, a exemplo da Lei de Diretrizes e Bases. O tempo de duração foi de três horas, entre 9:00 e 12:00, respeitando o horário de início de cada uma das salas nas nove escolas que funcionaram como local de seleção. Onde começou às 9:10, por exemplo, o candidato pode responder até às 12:10.

Concluindo o exame cerca de uma hora e meia após o início, Sheila de Lima Almeida, que atua há cerca de 20 anos como professora, afirmou que a prova atendeu as suas expectativas: “Achei que a prova foi boa e dentro do que eu já esperava. Inclusive bastante semelhante à realidade encontrada em sala de aula. Atuo na rede privada, mas achei que chegou a hora de seguir também para a rede pública”, declara.

O último concurso realizado em Feira de Santana foi em 2012; nele, Liliany Santiago Fernandes foi aprovada e hoje atua como vice-diretora na Escola Municipal Antônio Gonçalves da Silva, no Parque Ipê. Para ela, a prova que fez exigia muita interpretação de texto: “A minha avaliação não foi tão difícil, mas precisava interpretar bem os textos. Desejo a esses professores que vão chegar à Rede Municipal, que tenham bastante compromisso com a educação das nossas crianças”, comenta.