segunda-feira , outubro 23 2017
Home / Destaque / Solidariedade em forma de alegria, a missão do “Festeiras do bem”, em Feira

Solidariedade em forma de alegria, a missão do “Festeiras do bem”, em Feira

Boa ação que repercute em solidariedade. Exatamente por este impacto, a notícia nas redes sociais de uma menina que mora com a mãe debaixo de uma árvore, em Salvador, e pedia num vídeo uma festa de aniversário repercutiu positivamente na Pré-escola Municipal João Serafim de Lima, localizada no bairro Parque Ipê.

Motivado pelo exemplo, um grupo de mulheres de Feira de Santana que atua na produção e realização de eventos decidiu se mobilizar e criar o “Festeiras do Bem”. O objetivo do grupo é ofertar uma festa às crianças que nunca tiveram a oportunidade de ter uma grande celebração. A partir dos esforços coletivos, a turma se uniu e realizou nesta quarta-feira, 9, na Pré-Escola João Serafim de Lima a comemoração antecipada pelo Dia do Estudante, que transcorre nesta sexta-feira, 11.

“O caso da menina de Salvador, que ganhou uma festa ofertada por um grupo de mulheres que se mobilizaram, nos motivou. Quando vi essa notícia no Facebook, pensei logo que poderíamos fazer a mesma coisa em Feira de Santana. Enviei algumas mensagens aos amigos e nos unimos para que esta celebração pudesse acontecer. Uma doou o bolo, outra, os doces, outra se dedicou à decoração, brinquedos… e assim a nossa festa se formou”, explica Moara Calmon, que convidou amigos e amigas a participarem da ação através do aplicativo de mensagens WhatsApp.

A escolha da Pré-escola como a primeira instituição beneficiada pela boa ação teve um motivo especial: “Uma das Festeiras do Bem é irmã da professora Sara Silva, que atua aqui na nossa escola. Foi ela quem fez a ponte entre nós e os empreendedores do grupo. Recebemos a ideia com muito carinho e todas as crianças vibraram muito com a notícia”, relata a gestora da pré-escola, Milena de Araújo Rocha.

A diretora também conta que a notícia da festa gerou grande expectativa e ansiedade nas crianças. “Antes da comemoração os alunos estavam com medo até de ficarem doentes e, quem sabe, serem obrigados a perder a festinha. Mas, todos estão aqui se divertindo muito”, comemora Milena.

O evento ganhou uma decoração colorida, com paineis infantis, mesa de doces, barraquinha de pipoca e algodão doce, cama elástica e animadores, tudo ofertado pelas “Festeiras do bem”. “Esta festa foi maravilhosa. Estava com meus amigos correndo e brincando no pula-pula. Teve também muitos lanches gostosos”, conta Yana Lima, do grupo 4.

A festa serviu como um projeto piloto e que deve ser replicado em diversas outras escolas municipais e instituições que atendem a crianças carentes: “Esta foi a primeira de muitas festas que iremos fazer. Foi o teste; vimos que conseguimos fazer muito bem. Nossa próxima ação será no Dia das Crianças, em um orfanato. Queremos também, uma vez por mês, dar de presente a uma criança que não tem a oportunidade de comemorar seu aniversário uma festinha bem legal”, planeja Moara Calmon.