sexta-feira , dezembro 14 2018
Home / Destaque / Suspeito de enviar pacotes-bomba nos EUA é acusado de 5 crimes federais

Suspeito de enviar pacotes-bomba nos EUA é acusado de 5 crimes federais

Cesar Sayoc, preso nesta sexta-feira (26) e suspeito de enviar 13 pacotes com explosivos para políticos ligados ao Partido Democrata e outros críticos do presidente Trump, foi acusado de cinco crimes federais e poderá ser condenado a até 48 anos de prisão.

Segundo o procurador geral, Jeff Sessions, Sayoc irá responder a acusações por transporte interestadual de explosivo, envio ilegal de explosivo, ameaças contra ex-presidentes, ameaça ao comércio interestadual e ataque a oficiais federais e ex-oficiais. Sessions chegou a dizer que a pena seria de até 58 anos, mas depois o Departamento de Justiça corrigiu o número.

“As acusações podem mudar ou ser ampliadas à medida que a investigação avance, mas queremos também ressaltar que qualquer pessoa é inocente até que se prove sua culpa”, declarou Sessions em uma entrevista coletiva na tarde desta sexta.

De acordo com o diretor do FBI, Christopher Wray, a identificação de Sayoc foi possível inicialmente graças a uma digital encontrada no pacote enviado à deputada democrata Maxine Waters, na Califórnia. Além disso, seu DNA também estava presente em outros pacotes.

Wray detalhou ainda que os pacotes continham dispositivos construídos com canos de PVC de cerca de 15 centímetros, um pequeno bloco, uma bateria, e material energético potencialmente explosivo. Segundo o diretor do FBI, o material explodiria se exposto à combinação ideal de calor, choque ou fricção. “Eram explosivos reais”, garantiu.