terça-feira , junho 27 2017
Home / Cidade / Universidade Aberta do Meio Ambiente é criada pelo prefeito

Universidade Aberta do Meio Ambiente é criada pelo prefeito

A partir de agora, as ações da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) com vistas ao fortalecimento de atitudes socioambientais serão desenvolvidas pela Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cidadania Sustentável (UNAMACS), departamento de Educação Ambiental. “É um novo conceito, mais moderno e amplo”, afirma o secretário municipal de Meio Ambiente, Sérgio Carneiro.

A UNAMACS foi criada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, na manhã desta terça-feira, 6, durante as comemorações pelo Dia Mundial do Meio Ambiente, no Parque da Lagoa Radialista Erivaldo Cerqueira. Com isso, Feira de Santana passa a ser a primeira cidade do norte e nordeste a adotar a Universidade Aberta. Uma ideia que surgiu em 1969, na Inglaterra. No Brasil, apenas as cidades de São Paulo (UMAPAZ) e Curitiba (UNILIVRE) já possuem.

Sérgio Carneiro afirma que a criação da Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cidadania Sustentável consiste na transmissão de conhecimentos de modo informal. Não precisa de autorização do Ministério de Educação, nem estrutura administrativa e financeira. “É uma forma de educar sem a formalidade dos processos convencionais. Um jardineiro que não tem um curso médio, por exemplo, poderá dar uma aula”, explica. A Universidade Aberta vai funcionar no Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho, no conjunto Feira VII.

De acordo com o secretário, a Universidade Aberta vai fortalecer as ações que vêm contribuindo para a construção de uma cidade mais sustentável, a exemplo da realização de palestras; formação e capacitação de pessoas para a convivência socioambiental, sustentável e pacífica. É um espaço de disseminação e troca de informações, conhecimentos e experiências sobre a educação ambiental. “A Universidade Aberta vai valorizar e potencializar aquilo que já é feito pela Semmam”, reforça Sérgio Carneiro.

O prefeito José Ronaldo ressaltou a conscientização que as crianças de hoje têm em relação às gerações passadas, no tocante as questões que envolvem o meio ambiente, um tema que antes não era valorizado e não tinha a devida importância.

O ato foi prestigiado por secretários municipais, lideranças ambientais e por estudantes.