segunda-feira , outubro 23 2017
Home / Cidade / Violência contra idosos ainda é crescente

Violência contra idosos ainda é crescente

“Humilhar, insultar e isolar a pessoa idosa do convívio social é crime”. “Não queremos maus tratos. Queremos respeito”. Segurando cartazes com frases que chamavam a atenção da sociedade, um grupo de pessoas – sobretudo com mais de 60 anos – participou de um ato público, na manhã desta segunda-feira, 12, contra a violência aos idosos, no estacionamento da Prefeitura.

A realização foi do Conselho Municipal do Idoso e do Programa de Referência à Pessoa Idosa, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O ato público faz parte das ações pelo Dia Internacional de Combate à Violência aos Idosos – 15 de junho.

Nesta terça-feira, 13, a partir das 8h, haverá um seminário no auditório Dr. João Batista de Cerqueira, na SMS, para profissionais de saúde. O evento, que terá como tema “A violência contra a pessoa idosa: como prevenir, diminuir e enfrentar”, visa capacitar médicos e enfermeiros para identificar e notificar casos de agressões à pessoa idosa.

A promotora Márcia Morais Vaz, da 16ª Promotoria de Justiça de Defesa da Pessoa Idosa, afirma que o número de idosos acometidos por violência ainda é elevado. “Não é possível precisar, porque não temos ainda uma delegacia especializada. Contudo, as denúncias que chegam através do Disque 100 são verídicas”, ressalta. A promotora acrescenta que nem sempre a violência é física, mas de ordem psicológica. “Geralmente, o idoso é acometido dentro da própria família”.

A enfermeira técnica da SMS, Isabela Machado, falou da importância do profissional em identificar casos de agressões aos idosos e notificar. “A unidade de saúde é a porta de entrada. Há sinais de violência que podem ser identificados pelo enfermeiro ou médico, através de uma consulta. Com isso, ele estará contribuindo para que o idoso não sofra maiores danos”.

O ato público contou ainda com a participação de idosos do Centro de Convivência Dona Zazinha Cerqueira; da Pastoral da Pessoa Idosa e do Sesc (Serviço Social do Comércio).