domingo , agosto 18 2019
Home / Cotidiano / ‘A verdade aparece cedo ou tarde’, diz Neymar após prestar depoimento

‘A verdade aparece cedo ou tarde’, diz Neymar após prestar depoimento

O jogador do PSG e da seleção brasileira Neymar Jr. se pronunciou na noite desta quinta-feira (13), ao deixar a delegacia onde foi prestar o seu depoimento sobre a acusação de estupro feita por Najila Trindade. Ao G1, o craque agradeceu o “carinho” e “apoio dos fãs, e disse que, “cedo ou tarde”, a “verdade” virá à tona.

“A verdade aparece cedo ou tarde. O único desejo que eu tenho agora é que esse caso acabe mais rápido possível”, desejou Neymar, ainda de muletas, em recuperação da lesão que o tirou da Copa América.

“Vou ser breve hein. Só agradecer ao apoio e carinho de todo mundo que está me mandando as mensagens. Todas as mensagens que recebi até hoje. Estou muito tranquilo”, garantiu o atacante.

A promotora do caso, Flávia Cristina, deu mais detalhes acerca do depoimento do atleta. Segundo ela, Neymar respondeu a todas as perguntas e negou ter cometido o crime de estupro contra Najila, que alega ter sido vítima do atacante em um hotel em Paris, na França, caso que teve muitas controvérsias em seu desdobramento.

“Ele respondeu a todas as perguntas de maneira satisfatória. A partir de agora, a Dra. Juliana [delegada responsável pelo caso] tomará as outras diligências até a conclusão do inquérito. Como ele é sigiloso, não podem divulgar quais são essas diligências”, afirmou a promotora.

Neymar chegou à 6ª Delegacia da Mulher, em São Paulo, acompanhado de seguranças e foi escoltado por viaturas. Na entrada, foi preparado um forte esquema de segurança para evitar a presença da imprensa e de curiosos.

A modelo Najila Trindade acusa Neymar de estupro. Segundo ela, os dois se conheceram nas redes sociais e estabeleceram contato por WhatsApp. Najila diz que desde o início, se interessou pelo jogador. Tudo prosseguia normalmente, inclusive por ela ter admitido a intenção de ter relações sexuais com Neymar, mas que, durante o ato, já no quarto do hotel em Paris, ele teria ficado agressivo e teria a forçado a continuar o ato.