sábado , agosto 17 2019
Home / Cidade / Feira de Santana não tem caso confirmado do vírus H1N1, mas SMS está em alerta

Feira de Santana não tem caso confirmado do vírus H1N1, mas SMS está em alerta

Sem nenhum caso confirmado da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o município de Feira de Santana está em alerta devido a um óbito de uma criança da região circunvizinha, que estava internada no Hospital Estadual da Criança (HEC). Seis casos da doença foram notificados de janeiro a abril deste ano, sendo dois descartados para H1N1 e quatro estão em investigação.

Como precaução, a Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica (VIEP) está intensificando as ações preventivas, por meio de investigações epidemiológicas e busca ativa de casos suspeitos; educação em saúde na rodoviária, pontos de ônibus e escolas; além de capacitações para os profissionais da rede pública e privada.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza acontece no período de 23 de abril a 01 de junho, sendo 12/05 o dia D de mobilização nacional. Este ano a meta é vacinar 90% dos grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

A influenza, conhecida como gripe, é uma doença viral, aguda, benigna e o quadro da doença é geralmente resolvido em uma semana. Os sintomas são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor de garganta, falta de apetite, tosse e coriza. A doença pode evoluir, em alguns casos, com complicações levando a um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com sinais de desconforto respiratório, pressão baixa e desidratação.

Alguns hábitos de higiene são recomendados para a prevenção, como: cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar, lavar sempre as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool 70; evitar aglomerações se estiver gripado ou resfriado; não compartilhar copos e talheres; dar preferência a lenços de papel, ao invés dos de pano, descartando-os sempre logo após o uso.