quarta-feira , agosto 21 2019
Home / Destaque / Juiz mantém prisão de suspeito de hackear autoridades

Juiz mantém prisão de suspeito de hackear autoridades

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, manteve a prisão de Danilo Marques, 33, um dos suspeitos de envolvimento nos ataques a celulares de autoridades como o ministro Sergio Moro (Justiça).

A decisão foi assinalada no início da noite desta quarta-feira (31), segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Mais cedo, a Polícia Federal havia pedido ao juiz a soltura de Marques, preso temporariamente desde o último dia 23. Contudo, a PF desistiu do pedido horas depois, argumentando que, ao colher novas provas no celular do investigado, constatou que ele sabia que seu amigo Walter Delgatti Neto, 30, havia invadido contas de autoridades no aplicativo Telegram.

Delgatti é o principal suspeito dos ataques hacker, e admitiu em depoimento à PF ter entrado nos celulares de Moro e procuradores da Lava Jato, como Deltan Dallagnol. Ele também está em prisão temporária desde o dia 23.

“Diante dos novos elementos trazidos pela autoridade policial, que reforçam a ligação de Danilo Marques com Walter Delgatti, que por diversas vezes emprestou seu nome e prestou serviços para o suposto líder da organização criminosa [Delgatti], está ainda mais evidente que Danilo Marques tinha ciência e possível participação nas invasões a contas de aplicativos do Telegram realizadas por Walter Delgatti”, escreveu o magistrado em seu despacho.