quarta-feira , agosto 21 2019
Home / Destaque / Médicos das UPAs municipais são capacitados para realizar Profilaxia Pós Exposição de Risco

Médicos das UPAs municipais são capacitados para realizar Profilaxia Pós Exposição de Risco

Médicos das Unidades de Pronto Atendimento da Mangabeira e Queimadinha receberam capacitação da Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, para descentralizar os atendimentos de Profilaxia Pós Exposição de Risco (PEP).

A estratégia do Governo do prefeito Colbert Filho visa ampliar o acesso da população de Feira de Santana a este tipo de atendimento, voltado para pessoas vítimas de violência sexual, relação sexual consentida e acidentes ocupacionais, que possam ter tido contato com o HIV, Aids ou Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST).

Para a coordenadora do Centro de Referência em IST/HIV/Aids, Vanessa Sampaio, a medida reforça o compromisso com a saúde da população. “Estamos oferecendo mais opções para este tipo de atendimento que deve ser buscado pelo paciente de forma imediata para que haja eficácia”, afirma.

Em setembro, após o treinamento, as UPAs estarão aptas a atender esse público. A capacitação segue em breve para enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais e entre outros profissionais de saúde.

Ações de capacitação e atualização tem sido reforçadas pela Prefeitura, no intuito de oferecer qualidade e atendimento humanizado para a população.

PEP

A PEP é uma medida de prevenção de urgência à infecção pelo HIV, hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST), que consiste no uso de medicamentos para reduzir o risco de adquirir essas infecções. Deve ser utilizada após qualquer situação em que exista risco de contágio

Atualmente o Centro de Referência em Infecções Sexualmente Transmissíveis/HIV/Aids de Feira de Santana realiza este tipo de procedimento de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

O Hospital Geral Clériston Andrade realiza os atendimentos 24h, finais de semana e feriados. Pacientes até 15 anos, 11 meses e 29 dias de vida, podem ser atendidos no Hospital Estadual da Criança.