terça-feira , julho 16 2019
Home / Cidade / Militar quase centenário, sobrevivente da II Guerra Mundial, é homenageado em Feira, no 2 de Julho

Militar quase centenário, sobrevivente da II Guerra Mundial, é homenageado em Feira, no 2 de Julho

Alem da heroína  Maria Quitéria, feirense reconhecida no Brasil e em outros países como uma das mais importantes mulheres da história, foi homenageado nesta terça, 2 de Julho, data comemorativa da Independência da Bahia, o quase centenário militar Antonio Moreira Ferreira, que integrou a Força Expedicionária Brasileira na II Guerra Mundial.

Um dos sobreviventes locais a poderosos torpedos adversários em alto mar, embora um pouco debilitado pela elevada idade ele esteve presente na festa cívica realizada no distrito que leva o nome da mais brava mulher baiana de todos os tempos.

O evento acontece há mais de uma década promovido pelo Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, com apoio da Prefeitura, sempre na sede do distrito onde nasceu a “Soldado Medeiros”, como era chamada Maria Quitéria no quartel onde serviu, em Cachoeira.

Antes do desfile, Antonio Moreira foi reverenciado pelo coronel Janilson Estrela e pelo prefeito Colbert Martins Filho. “É também um importante herói brasileiro”, disse o coronel Janilson sobre Moreira. “Do alto dos seus 94 anos e sobrevivente de uma grande batalha, temos muito a agradecer a este homem”, afirmou Colbert.

Sobre Maria Quitéria, o prefeito disse que não apenas as mulheres, mas também os homens, devem nela inspirar-se. “Saiu daqui caminhando até Cachoeira para defender a  Pátria. Muito à frente do seu tempo, ela iniciou uma revolução que hoje resulta na presença da mulher em todos os segmentos e na capacidade feminina de ocupar os espaços em pé de igualdade”.

Muito aplaudido, o expedicionário Antonio Moreira falou poucas palavras. Humilde, disse não se considerar merecedor de honrarias. “Heroína foi ela”, resumiu, referindo-se a Maria Quitéria.

Participaram do desfile cívico pelas ruas de Maria Quitéria, além do prefeito, vereadores, vários secretários municipais e dirigentes do Instituto Histórico e Geográfico, organizador do evento. Algumas milhares de pessoas prestigiaram a passagem de representações militares (o Exército e a Polícia Militar) e escolares.