segunda-feira , julho 15 2019
Home / Cidade / Motoristas e transeuntes aprovam duplicação de viadutos

Motoristas e transeuntes aprovam duplicação de viadutos

A duplicação dos viadutos Deputado Wilson Falcão (que liga as avenidas Maria Quitéria e Francisco Fraga Maia) e Chico Pinto (interliga Getúlio Vargas e Noide Cerqueira) anunciada recentemente pelo prefeito Colbert Martins Filho tem sido avaliada positivamente pela população. Motoristas e transeuntes que trafegam diariamente pelos respectivos trechos, além de comerciantes e moradores das regiões, estão com boas perspectivas.

O investimento nas obras será de R$ 15 milhões. A ordem para a autorização de despesa para a contratação da empresa, por meio de licitação pública, que vai elaborar o projeto básico foi assinado no último dia 17 pelo prefeito Colbert Filho. A reestruturação dos equipamentos faz parte do Programa Nova Feira – da operação financeira de R$ 100 milhões com a Caixa Econômica Federal.

Uma das regiões da cidade que mais sofreu com o crescimemto imobiliário – e consequentemente populacional – nos últimos anos foi da avenida Francisco Fraga Maia. O funileiro Almir Bispo Jorge (foto) trabalha a 300 metros do viaduto. Na opinião dele a duplicação é mais do que necessária. “Aqui nesse local todo dia por volta das 7h20 e as 18h10 é uma perturbação terrível. O pessoal enfrenta um engarrafamento de quase cinco quilômetros”, revela.

Ele possui comércio no local há 19 anos e testemunhou o crescimento rápido da região. “O tumulto é grande devido aos veículos que querem passar para a Avenida Maria Quitéria e não conseguem com facilidade, porque o viaduto ficou estreito para a quantidade de veículos”, pontua.

Comerciante de verduras na Fraga Maia, Adailton Dias (foto) também é favorável a obra. “Aqui na Fraga Maia é preciso duplicar esse viaduto. Em alguns horários de pico esse trecho fica muito congestionado”, afirma.

O taxista Paulo Gomes (foto), que tem ponto na lateral do viaduto deputado Chico Pinto, defende a construção de um novo equipamento. “Na minha opinião a obra de duplicação é necessária, mas o governo municipal deveria demolir e construir um novo viaduto já duplicado”, disse.

Viadutos simples atendiam a necessidade da época que foram construídos, lembra secretário

Construídos há cerca de 12 anos, os viadutos Chico Pinto e Deputado Wilson Falcão atendiam plenamente a necessidade daquela época, conforme lembra o secretário de Planejamento, Carlos Brito (foto). O equipamento que liga a avenida Getúlio Vargas a Noide Cerqueira – que na verdade só foi urbanizada em 2011 – foi implantado com o objetivo de evitar mortes de pessoas por atropelamento e acidentes de trânsito.

“É bom perguntar as pessoas se na época da construção do viaduto Chico Pinto os problemas foram sanados ou não. Muitas pessoas diziam que aquele equipamento era do nada pra lugar nenhum e hoje pode-se ver como esses equipamentos são necessários”, afirmou.

Carlos Brito informou também que com a impossibilidade de alargamento da Rua Artêmia Pires, quando o viaduto da Nóide Cerqueira for duplicado, aquela rua deverá ter o tráfego de veículos reduzido porque muitos motoristas vão buscar ruas alternativas que interligam a Nóide Cerqueira com a Artêmia Pires.