Quarta, 27 de Maio de 2020 19:56
75 99157-0203
Saúde Nutrição

CORONA VÍRUS: O PAPEL DA VITAMINA D NA NUTRIÇÃO

A vitamina D é conhecida por modular o sistema imune do organismo

09/04/2020 09h20
Por: Redação
CORONA VÍRUS: O PAPEL DA VITAMINA D NA NUTRIÇÃO

Em tempo de Coronavírus, é válido observar sinais que possam indicar deficiência de nutrientes que afetam o sistema imune. É o caso da vitamina D, também classificada como pró-hormônio.

 A Nutricionista e Bióloga, Gabriella Behrmann, esclarece que a vitamina D é conhecida por modular o sistema imune do organismo, mas para desempenhar essa função ela precisa ser transformada em seu metabólito ativo, que no caso, ocorre com a ajuda de raios UV-B (raios solares). Essa vitamina está associada a fragilidade óssea e possui papel importante na modulação do nosso sistema imune. Há estudos que discutem a sua interferência em processos metabólicos, o que faz com que seja preciso avaliar os seus níveis para poder identificar o uso da sua suplementação.

 Gabriella destaca que a reposição de vitamina D deve ser prescrita por um profissional de Nutrição ou Médico e com base, primeiramente na avaliação da situação clínica da pessoa e em exames que haja ou não essa deficiência. Não havendo deficiência, não existe indicação de repor a vitamina D.

 Um estudo publicado em Turim na Itália, no dia 25 de março deste ano, onde foi observado hipovitaminose (baixa vitamina D) em pacientes idosos contaminados com o Covit-19, tem sido destaque nas últimas semanas. Entretanto, a Nutricionista acrescenta que isso não significa que esse foi o fator que levou a esse grupo avaliado a ter a infecção e também não quer dizer que a reposição dessa vitamina vai realmente prevenir contra o coronavírus. Não há evidência científica sobre isso.

 Segundo Behrmann, uma exposição durante 3 dias na semana, por cerca de 15 minutos, no nosso clima, consegue manter um bom nível de vitamina D em pacientes saudáveis. E nesse tempo de quarentena e isolamento social, uma exposição ao sol que estiver disponível na sua varanda, garagem ou quintal já é válida.

 “É válido salientar que, há estudos realizados em Portugal, que instruem que a absorção da luz solar seria entre 11h e 15h, entretanto, na análise de um estudo é preciso avaliar a localidade e o grupo estudado. Ou seja, “o sol de 12h de Portugal não é o mesmo sol do Brasil às 12h”. Então é preciso ter cuidado com as informações que são transmitidas pela internet.”, acrescenta a nutricionista.

 Gabriella destaca algumas fontes alimentares de vitamina D:peixes de águas frias como salmão por exemplo, alguns laticínios que são acrescidos de vitamina D e ovo cozido. Associados a essa alimentação, deve ser realizada a exposição solar, justamente para “ativar” (como disse anteriormente) esse nutriente.

 

Com contribuição de: Gabriella Behrmann é nutricionista, bióloga, especialista em Gestão em Saúde, atende pacientes com foco em tratamento e prevenção do câncer e de doenças autoimunes, em sua clínica particular, na cidade de Feira de Santana-BA.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 19h48 - Fonte: Climatempo
22°
Muitas nuvens

Mín. 19° Máx. 28°

22° Sensação
12.4 km/h Vento
86% Umidade do ar
80% (40mm) Chance de chuva
Amanhã (28/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (29/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol e Chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias