Domingo, 31 de Maio de 2020 22:43
75 99157-0203
Polícia Mistério no crime

Amigo assiste o outro ser executado e leva o cadáver para casa na mala do carro

ainda conforme a narrativa de Rafael Wilker pertencentes a uma facção criminosa

12/05/2020 09h56
Por: Redação Fonte: A provincia do pará
Amigo assiste o outro ser executado e leva o cadáver para casa na mala do carro

Uma situação inusitada, cercada de mistério e com inúmeras perguntas ainda sem respostas começou a ser investigada no final da manhã deste domingo (10) pela 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, em Parauapebas. Dizendo-se ameaçado por membros de uma facção criminosa, Rafael Wilker Silva, 25 anos, trouxe o corpo do amigo José Alan Macedo do Amaral, 28, assassinado a tiros nos arredores de Belém, na mala do automóvel Chevrolet Classic, prata, placas QEG-0252 e o entregou ao pai do morto, na Rua Rio Dourado, Bairro Beira Rio I por volta das 11h.

As primeiras informações colhidas na 20ª Seccional pela Reportagem  dão conta de que, José Alan, que era o dono do carro, convidou o amigo Rafael Wilker para ir com ele até Belém, na última quinta-feira (7). Quando retornavam a Parauapebas, na madrugada de hoje, por volta das 2h, já fora do perímetro urbano da capital, Alan recebeu mensagem de texto, via WhatsApp, orientando para que ele retornasse à cidade, conforme narrado por Wilker. O rapaz contou ainda que, em vez de seguir direto pela estrada, José Alan entrou num ramal e parou num local ermo, onde os dois foram cercados por sete indivíduos armados.

Os desconhecidos – ainda conforme a narrativa de Rafael Wilker –, pertencentes a uma facção criminosa, amarraram as mãos de José Alan para trás e o obrigaram a entrar no porta-malas do próprio automóvel, onde o executaram com vários tiros.

Em seguida com as armas apontadas para a cabeça de Rafael Wilker, segundo ele mesmo conta em depoimento, ordenaram que trouxesse o cadáver do amigo a Parauapebas. O rapaz diz que ainda foi parado na estrada por policiais rodoviários os quais, após identificá-lo e conferirem os documentos do veículo, o liberaram sem abrir o porta-malas do carro.

Por volta das 11h, ele chegou à cidade e parou o Chevrolet Classic, mas proximidades da casa do pai de José Alan, para quem contou o que aconteceu e informou que o cadáver do rapaz estava no carro. O homem, então, considerou por bem conduzir o veículo, com o corpo no porta-malas e Rafael Wilker até a DP.

O pai de José Alan Macedo do Amaral, procurado pela Reportagem, não quis informar o nome e limitou-se a dizer apenas que comprou o carro para que o filho trabalhasse como motorista de transporte de passageiros por aplicativo.

Quanto a Rafael Wilker Silva, ele foi ouvido em depoimento e liberado em seguida pelo delegado Luciano, que, por enquanto, preferiu silenciar .

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 22h42 - Fonte: Climatempo
21°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 28°

21° Sensação
10.1 km/h Vento
88.4% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (01/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 28°

Sol e Chuva
Terça (02/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias