Domingo, 31 de Maio de 2020 23:35
75 99157-0203
Dólar comercial R$ 5,34 -0.847%
Euro R$ 5,93 -0.914%
Peso Argentino R$ 0,08 -1.391%
Bitcoin R$ 53.986,71 +1.462%
Bovespa 87.402,59 pontos +0.52%
Economia Crise no Turismo

Turismo já perdeu R$ 62,56 bi desde início da pandemia

Os serviços turísticos foram um dos segmentos da economia mais impactados pela covid-19

13/05/2020 11h44
Por: Redação
Turismo já perdeu R$ 62,56 bi desde início da pandemia

O setor de turismo brasileiro já perdeu R$ 62,56 bilhões desde o início da pandemia do novo coronavírus, calculou a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). O levantamento considera um período de quase dois meses: desde 15 de março, poucos dias após a OMS (Organização Mundial de Saúde) decretar oficialmente estado de pandemia, até o último dia 10 de maio.

Os serviços turísticos foram um dos segmentos da economia mais impactados pela covid-19, em decorrência das medidas para impedir a disseminação do vírus, como o isolamento social e o fechamento das fronteiras em diferentes países, fazendo despencar o fluxo de passageiros de transporte aéreo em todo o mundo, assim como também no Brasil.

O estudo considera no cálculo a forte correlação entre o fluxo de passageiros em voos e a geração de receitas no turismo. Informações coletadas pela CNC sobre os 16 maiores aeroportos do Brasil, que detêm mais de 80% do fluxo de passageiros, mostram que as taxas de cancelamento de voos nacionais e internacionais saltaram de uma média diária 4% nos primeiros dias de março para 93% até o final de março.

Como resultado, as atividades turísticas perderam R$ 13,4 bilhões apenas na segunda quinzena de março, quando houve o agravamento da pandemia no Brasil. Segundo a CNC, a paralisia quase completa do setor nas semanas seguintes ainda agravou o prejuízo, que totalizou R$ 36,94 bilhões no mês de abril e levou a mais uma perda R$ 12,24 bilhões nos dez primeiros dias de maio.

O economista Fabio Bentes, responsável pelo estudo da CNC, acredita não ser possível ainda precisar quando o segmento iniciará uma recuperação. “Ainda é muito cedo. Acho pouco provável que o setor de turismo consiga iniciar essa recuperação ainda neste ano. Trata-se da prestação de serviços considerados não essenciais, que testarão os protocolos de combate à Covid-19 nos próximos meses”, avaliou Bentes.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 23h32 - Fonte: Climatempo
20°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 28°

20° Sensação
10.1 km/h Vento
88.4% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (01/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 28°

Sol e Chuva
Terça (02/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias