Terça, 01 de Dezembro de 2020 14:44
75 99157-0203
Brasil Morte no Carrefour

Famosos pedem boicote ao Carrefour após assassinato de homem negro

João Alberto Silveira de Freitas morreu após ser violentamente agredido por um policial militar e um segurança do Carrefour

21/11/2020 07h29
Por: Redação
Famosos pedem boicote ao Carrefour após assassinato de homem negro

Após um vídeo em que um policial e um segurança aparecem espancando brutalmente um homem negro no supermercado Carrefour viralizar nas redes sociais, vários famosos se pronunciaram e pediram um boicote à rede na internet.

João Alberto Silveira de Freitas morreu após ser violentamente agredido por um policial militar e um segurança do Carrefour, dentro de uma unidade da rede de supermercados, em Porto Alegre, na quinta-feira, véspera do feriado de Consciência Negra. 

"Carrefour e seu jeito de celebrar o dia da Consciência Negra”, ironizou Hélio de La Peña. Rafinha Bastos postou no Twitter informações sobre um protesto na frente da loja onde aconteceu o crime e relembrou o histórico de violência da rede. 

"Vídeo registrado no Carrefour Porto Alegre. O homem negro espancado veio a falecer. Tudo isso no dia da Consciência Negra. Esse é o Brasil que se comove com George Floyd e não percebe que essa merd* acontece todo dia por aqui. O histórico de atrocidades do Carrefour no Brasil inclui ainda o espancamento de cachorro e a ocultação de cadáver com guarda-sol durante o expediente. Tem que boicotar essa m****. E o minimo a se fazer", disse. 

O ex-BBB Rodrigo França se mostrou mortificado nas redes sociais e repetiu a mesma frase várias vezes. "Um homem negro foi espancado até a morte por seguranças brancos, no supermercado Carrefour". 

Pathy Dejesus também comentou o caso repostando uma mensagem da jornalista Flávia Oliveira. "João Alberto Silveira de Freitas. Homem Negro. 40 anos. Espancado até a morte por dois seguranças brancos no Carrefour em Porto Alegre. Dia da Consciência Negra", escreveu Pathy na legenda.

Felipe Neto se mostrou indignado com a impunidade da rede de supermercados. "O que mais me dá ódio é a sensação de não ter o que fazer. Boicotar o Carrefour só vai tirar empregos, prejudicar trabalhadores inocentes. 

A atriz Erika Januza também se manifestou. "João, Floyd, João Pedro, Marielle, tantos se foram brutalmente pela inconsequência, pela maldade, pela irresponsabilidade, pelo preconceito, pelo racismo. Por leis que não funcionam e deixam agressores impunes. Dia da Consciência e mais uma vez não podemos celebrar plenamente. E ainda há quem diga que é mi-mi-mi. Estamos cansados dessas notícias. Cansados desse desrespeito, dessa violência, dessa impunidade. E agora? Quem se responsabiliza? Atitudes cabíveis? Queremos respeito cabível. Vidas negras importam não pode ser uma frase de efeito para criar imagens. Deve ser uma verdade praticada. Justiça por João e por tantas vidas negras perdidas", disse. 

Preta Gil lamentou o fato de o racismo "não dar descanso nunca". "Eu até tinha preparado um feed todo lindo em celebração ao Dia da Consciência Negra, mas o racismo é tão perverso que não nos dá descanso nunca. João Alberto Silveira Freitas foi assassinado covardemente ontem à noite em um supermercado em Porto Alegre. Temos que cobrar Justiça, sem Justiça não há paz", escreveu a cantora.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 14h36 - Fonte: Climatempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 29°

28° Sensação
14.7 km/h Vento
34.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Quinta (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias