Segunda, 18 de Outubro de 2021
29°

Pancada de chuva

Feira de Santana - BA

Política Fusão do DEM e PSL

DEM e PSL avançam para fusão que deve alterar o jogo eleitoral em 2022

Partidos avançam para criar a maior legenda do país e viabilizar uma opção mais à direita na corrida ao Planalto

24/09/2021 às 07h28
Por: Redação
Compartilhe:
DEM e PSL avançam para fusão que deve alterar o jogo eleitoral em 2022

Depois de meses de negociações, PSL e DEM estão prestes a dar os últimos passos rumo à fusão que dará origem ao maior partido do país. A Executiva dos Democratas vai se reunir nesta terça-feira (21) em Brasília para deliberar sobre a proposta de união entre as legendas e, caso a avalize, o compromisso deverá ser formalizado em outubro. A relação está gerando incômodos no Palácio do Planalto.

A cúpula do PSL, comandado pelo deputado federal Luciano Bivar (PE), também será convocada esta semana para se debruçar sobre o tema. Mas, como o movimento em busca da junção de forças partiu da sigla, seus dirigentes não devem criar entraves — o que motiva as duas legendas é um jogo de ganha-ganha para ambos os lados.

O PSL caminha rachado desde que o presidente Jair Bolsonaro rompeu com Bivar e se desfiliou do partido. De lá para cá, fieis integrantes da base aliada e inimigos do Palácio do Planalto convivem às turras dentro do mesmo espaço.

Assim que o chefe do Executivo anunciar para qual legenda irá, seus apoiadores, como as deputadas Carla Zambelli (SP) e Bia Kicis (DF), por exemplo, vão acompanhá-lo. A migração em massa levará nomes e votos. Quem sair, porém, deixará para trás um portentoso caixa — somados, os fundos eleitorais das duas legendas chegam a R$ 320 milhões. E isso atrai o DEM, que recebeu R$ 120 milhões em 2020.

Na matéria completa, exclusiva para assinantes, entenda os termos da fusão entre PSL e DEM e as arestas que ainda precisam ser aparadas. Nos estados, por exemplo, os cenários domésticos por vezes inviabilizam a presença de integrantes de DEM e PSL no mesmo palanque.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias