quarta-feira , outubro 16 2019
Home / Destaque / Policial militar é acusado de matar mulher e assessor de deputado por suspeita de traição

Policial militar é acusado de matar mulher e assessor de deputado por suspeita de traição

O policial militar ambiental Lúcio Roberto Queiroz Silva, é o principal suspeito de ter assassinado a mulher dele, Regianni Araújo, de 32 anos, e o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas,de 31, assessor do deputado estadual João Henrique Catan (PR), em Paranaíba Mato Grosso do Sul, a 407 km de campo grande.

De acordo com as informações do site Mídia Max, o caso aconteceu na noite desse sábado (05). O policial militar  teria ido armado até a residência de Fernando o acordando com um chute e logo em seguida disparando cinco tiros. Após o crime ele seguiu para a casa dos pais, onde se encontrava a mulher, e teria dado três disparos contra ela.

Após descobrir suposta relação entre as vítimas, segundo a Polícia Civil, ele cometeu o duplo homicídio. Segundo informações da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) da região, o suspeito responderá por feminicídio e homicídio qualificado, porém está foragido.