terça-feira , agosto 20 2019
Home / Destaque / São Paulo contrata Daniel Alves

São Paulo contrata Daniel Alves

O baiano Daniel Alvez, o jogador mais vitorioso na história do futebol escolheu voltar para o Brasil e, agora, defenderá o São Paulo. Nesta quinta-feira (01), o clube acertou a contratação do atleta, que assinou contrato válido até dezembro de 2022.

“Daniel Alves é a personificação do que essa gestão vislumbra para o São Paulo. Um dos principais jogadores no mundo e reconhecido pelo seu imenso profissionalismo, por sua determinação ferrenha e sua sede interminável por títulos e vitórias. É, também, um cidadão engajado socialmente e apaixonado pelo nosso país. O São Paulo, portanto, ganha em todas as frentes possíveis. Um dia disse ao Daniel que ele viria jogar no São Paulo, seu clube do coração. Hoje tenho a imensa alegria e orgulho de ter cumprido essa promessa”, afirmou o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Líder e referência, o jogador nunca escondeu o seu amor pelo Tricolor. Nas visitas ao CT da Barra Funda, quando reencontrou o amigo Luis Fabiano ou nos períodos preparatórios com a Seleção Brasileira, Daniel Alves sempre demonstrou carinho e respeito pelo São Paulo. E agora, mesmo com a possibilidade de ter escolhido grandes equipes europeias para jogar, o craque decidiu seguir o coração e está em casa.

Aos 36 anos de idade e com o currículo mais vencedor do futebol mundial, o ala chega ao Tricolor após deixar o Paris Saint-Germain (FRA) e se destacar pela Seleção Brasileira na Copa América de 2019, quando foi campeão, capitão da equipe e eleito o melhor jogador do torneio.

A trajetória do jogador, que começou a carreira nas categorias de base do Bahia, foi marcada por títulos por onde passou. Antes de deixar o país, ainda jovem, foi campeão da Copa do Nordeste em 2002. A ascensão meteórica pelo clube baiano despertou o interesse do Sevilla.

Ao lado de Luis Fabiano, Daniel Alves fez parte de uma das gerações mais vitoriosas do time espanhol, além de conquistar o título Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira. No período em que esteve na Espanha, o ala foi uma das peças fundamentais que mudaram o patamar do clube, que ergueu os troféus da Copa da Uefa, da Supercopa Europeia, da Copa do Rei da Espanha e Supercopa da Espanha.

Já considerado o melhor lateral-direito do mundo, o jogador chegou ao Barcelona em 2008 e fez história na equipe liderada pelo gênio Lionel Messi. No Camp Nou, foram 391 jogos disputados, 21 gols marcados e 23 troféus: três da Liga dos Campeões, três do Mundial de Clubes, seis do Campeonato Espanhol, cinco da Copa do Rei, três da Supercopa da Europa e quatro da Supercopa da Espanha.

Na passagem pelo gigante espanhol, Daniel Alves se consolidou como um dos laterais mais emblemáticos da história ao integrar a seleção da temporada da FIFA em 2009, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015, além de protagonizar momentos marcantes pela equipe blaugrana.

Em 2016, em busca de novos desafios, deixou o Barcelona após oito temporadas e seguiu para a Juventus, onde conquistou a Serie A e a Copa Italia. Então, com o mesmo propósito de ser campeão, foi se aventurar na França.

Durante as duas temporadas no Paris Saint Germain, Daniel Alves conquistou dois Campeonatos Franceses (2018, 2019), uma Copa da França (2018), uma Copa da Liga (2018) e um Troféu dos Campeões (2017), além de balançar as redes oito vezes e dar 18 assistências.

A Seleção Brasileira também faz parte da história do ala, que é presença constante convocações desde 2006. Em 2007, o craque ganhou a Copa América. Dois anos depois, levou o título da Copa das Confederações. Já a sua primeira participação em Copa do Mundo em 2010, na África do Sul. O ala ainda disputou a edição de 2014, no Brasil, e recentemente foi protagonista na conquista da Copa América de 2019.