segunda-feira , setembro 16 2019
Home / Cidade / Saque do FGTS, por trabalhadores, vai injetar R$ 95 milhões na economia de Feira de Santana

Saque do FGTS, por trabalhadores, vai injetar R$ 95 milhões na economia de Feira de Santana

Noventa e cinco milhões de reais, é o volume total de recursos que vai movimentar a economia de Feira de Santana entre o período de 13 de setembro (esta sexta-feira) e março de 2020. O valor se refere ao pagamento que será feito, pela Caixa Econômica Federal, a cerca de 283 mil trabalhadores no município com direito a sacar a quantia de R$ 500,00 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

É o saque a que tem direito todo trabalhador titular de conta do FGTS, limitado até R$500,00 por conta do Fundo de Garantia, que poderá ser feito em contas ativas e inativas, a partir de setembro de 2019 até março de 2020, de acordo com o cronograma de atendimento da CAIXA.

A informação foi dada ao prefeito Colbert Martins Filho em audiência no seu gabinete com dirigentes da instituição financeira, nesta quinta-feira. Esteve no encontro, entre outros representantes da Caixa, o superintendente regional Ismael Boaventura.  “É uma injeção de recursos que vai proporcionar um momento muito interessante para o comércio, serviços e a economia como um todo, em Feira de Santana”, diz o prefeito.

Para trabalhadores nascidos de janeiro a abril que tem poupança individual na CEF aberta até a data de 24 de julho de 2019 , o crédito será feito automaticamente nesta sexta. Para conferir, basta verificar o saldo, acessando a conta por meio do aplicativo da Caixa, Internet Banking ou diretamente em algum serviço de atendimento eletrônico.

A partir de 27 de setembro, de acordo com o calendário de saque do FGTS, é a vez dos trabalhadores nascidos de maio a agosto, e em 9 de outubro começam a receber os que fazem aniversário nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro – do mesmo modo, que tenha poupança individual na CEF aberta até a data de 24 de julho de 2019.  No dia 18 de outubro começa o atendimento para quem não tem conta na Caixa e nasceu no mês de janeiro.

Neste primeiro momento (trabalhadores nascidos de janeiro a abril com poupança na CEF) o pagamento atinge R$ 14 milhões. O escalonamento é feito para evitar que uma massa de trabalhadores compareça às agências ao mesmo tempo, dificultando o atendimento. Para saber se tem direito ao saque proporcionado por medida do Governo Federal, o trabalhador deve fazer a consulta (basta o CPF) nos aplicativos ou sites da Caixa e do próprio FGTS ou ainda ligar gratuitamente para o 08007242019.