Domingo, 05 de Julho de 2020 10:57
75 99157-0203
Saúde Pesquisa

Vacina contra pneumonia desenvolvida pelo Butantan é testada em humanos

O estudo é realizado em parceria com pesquisadores do Boston Children’s Hospital, da Universidade Harvard

20/02/2020 17h59
Por: Redação
Vacina contra pneumonia desenvolvida pelo Butantan é testada em humanos

O Instituto Butantan está desenvolvendo uma nova vacina contra a pneumonia de maior alcance e mais barata. O estudo é realizado em parceria com pesquisadores do Boston Children’s Hospital, da Universidade Harvard (Estados Unidos).

Os resultados obtidos até o momento demonstram que a nova vacina deve proteger contra todos os sorotipos da bactéria Streptococcus pneumoniae – há mais de 90 deles pelo mundo.

Segundo Luciana Cezar de Cerqueira Leite, pesquisadora do Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas do Instituto Butantan, para o desenvolvimento da nova vacina foi adotada uma estratégia diferente em relação à ativação da resposta imune. “Em vez de usar como alvo os polissacarídeos presentes na cápsula bacteriana, como fazem as vacinas hoje disponíveis, optamos por proteínas comuns a todos os sorotipos do microrganismo”, diz.

Ela afirma que foram mais de 10 anos de pesquisa até chegar a essa vacina. “Inicialmente, investigamos proteínas que poderiam ser usadas como alvo. Ao longo do percurso, surgiu a proposta da vacina celular. Desenvolvemos então o processo de produção, mudamos o adjuvante [substância capaz de potencializar a resposta imune] e até a via de administração”, afirma a pesquisadora.

A etapa inicial da pesquisa, coordenada por Cerqueira Leite, foi apoiada pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Já os testes clínicos de fase 1 e 2 foram realizados nos Estados Unidos e na África sob a coordenação da equipe de Harvard, com apoio da Fundação Bill & Melinda Gates e do PATH (Program for Appropriate Technologies in Health), organização norte-americana sem fins lucrativos dedicada a desenvolver inovações que salvam vidas e melhoram a saúde.

A pesquisadora explica que as vacinas pneumocócicas conjugadas hoje disponíveis protegem apenas contra 10 ou 13 sorotipos da bactéria. Uma versão não conjugada abrange 23 sorotipos, mas não é eficaz em crianças e, por isso, tem sido usada principalmente em adultos.

Além de mais abrangente, a vacina celular desenvolvida no Butantan não sofre o problema de substituição sorotípica. Outra vantagem, de acordo com a pesquisadora, está no preço. Estima-se algo próximo de US$ 2 por dose, quando hoje a vacina 10-valente custa cerca de US$ 60 na rede particular e US$ 15 ao SUS (Sistema Único de Saúde).

Ainda conforme Cerqueira Leite, a segunda fase de testes em humanos deve ser repetida nos EUA, para fins de comparação da resposta imune em populações de diferentes países.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 10h47 - Fonte: Climatempo
25°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 27°

25° Sensação
24.4 km/h Vento
52% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (06/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 28°

Sol e Chuva
Terça (07/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 28°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias