Domingo, 26 de Setembro de 2021
27°

Pancada de chuva

Feira de Santana - BA

Saúde Aleitamento materno

Campanha incentiva o aleitamento materno no Brasil

Ministério da Saúde recomenda amamentação até os 2 anos de idade ou mais e, de forma exclusiva, nos seis primeiros meses de vida

30/07/2021 às 12h05
Por: Redação
Compartilhe:
Campanha incentiva o aleitamento materno no Brasil

A mamentar sempre esteve nos planos da servidora pública Lorena Melo. O sonho de ser mãe chegou há sete meses, com o nascimento de João Pedro. Foi aí que ela percebeu as dificuldades para oferecer ao bebê um dos alimentos mais completos que existem. “Quando ele nasceu, no primeiro mês de vida, eu não sabia amamentar, o João Pedro não sabia mamar. A gente encontrou muitas dificuldades, minha mama machucou muito, tive muitas fissuras”, disse.

Para superar essas dificuldades, Lorena contou com uma rede de apoio de profissionais da saúde, família e amigos que passaram pela mesma experiência. “Essas pessoas foram fundamentais para que eu pudesse amamentar o João Pedro de forma exclusiva nos seis primeiros meses”, afirmou. Graças ao apoio que recebeu, Lorena conseguiu amamentar o filho e também passou a doar.

O leite materno é a melhor fonte de nutrição para bebês e a forma de proteção mais econômica e eficiente para diminuir as taxas de mortalidade infantil, sendo capaz de reduzir em até 13% os índices de mortes de crianças menores de cinco anos, segundo o Ministério da Saúde. O aleitamento materno protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias, além de evitar o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta.

O Ministério da Saúde recomenda a amamentação até os 2 anos de idade ou mais e, de forma exclusiva, nos seis primeiros meses de vida, mesmo nas mães que tiveram casos confirmados de Covid-19. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias